• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após reunião, COI diz que Ucrânia descarta boicotar eventos esportivos na Rússia

  • COMPARTILHE
Esportes

Após reunião, COI diz que Ucrânia descarta boicotar eventos esportivos na Rússia

Lausanne - O Comitê Olímpico Internacional (COI) garantiu nesta quarta-feira que o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, não defende a ideia de adotar boicotes a eventos esportivos na Rússia, apesar de declarações recentes dele sobre tal ato.

No mês passado, porém, o líder sugeriu aos aliados europeus que deveria "ser discutida" a possibilidade se boicotar a Copa do Mundo de 2018, marcada para a Rússia. Antes disso, ainda neste ano, entre os dias 24 de julho e 9 de agosto, a Rússia vai sediar o Mundial de Esportes Aquáticos em Kazan.

Nesta quarta-feira, porém, o COI garantiu que não vai acontecer um boicote da Ucrânia. Em um comunicado, a entidade afirmou que "o presidente ucraniano disse que ele era 'contra boicote esportivo'" em uma reunião com Thomas Bach, que comanda o COI.

No encontro, que ocorreu na última terça-feira, Bach destacou que "boicotes são incompatíveis" com uma resolução da Organização das Nações Unidas que apoia a autonomia do esporte incentivando a "participação plena".

No entanto, um comunicado do governo da Ucrânia sobre a reunião em Lausanne não especificou a posição de Poroshenko sobre boicotes. O presidente afirmou que "os valores olímpicos são de particular importância para a Ucrânia", de acordo com o comunicado divulgado pelo seu governo.