• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após ser esfaqueado, jogador do Pacers é operado e permanece na UTI

  • COMPARTILHE
Esportes

Após ser esfaqueado, jogador do Pacers é operado e permanece na UTI

Nova York - Os ferimentos do ala Chris Copeland, esfaqueado na última quarta-feira na saída de uma casa noturna em Nova York, eram mais graves do que se esperava inicialmente. Apesar das informações iniciais darem conta de que a condição do jogador do Indiana Pacers era estável, ele precisou passar por uma delicada cirurgia logo após o ocorrido, foi encaminhado para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Bellevue e por lá continua nesta quinta.

Copeland foi golpeado no abdômen do lado de fora da casa noturna 1 OAK. De acordo com a imprensa norte-americana, a situação se tornou mais grave do que o esperado porque uma das facadas perfurou o diafragma do jogador. Ele precisou ser submetido a uma cirurgia na região torácica, além de outra no cotovelo, que teria fraturado durante o ataque.

De acordo com relatos de pessoas presentes, por volta das 4 horas da manhã Copeland conversava com sua esposa, Katrine Saltara, quando um homem, identificado como Shezoy Bleary, de 22 anos, interrompeu. O jovem, então, puxou uma faca e atacou o jogador e a mulher, que acabou sendo atingida no braço, na perna e nos seios. Uma terceira pessoa, também mulher, ficou ferida.

Bleary foi preso e os três feridos foram encaminhados para o hospital. Saltara recebeu pontos no ombro, que sofreu um corte profundo e pode ter que passar por uma cirurgia estética. A previsão é de Copeland permaneça na UTI, em observação, por mais dois ou três dias.

Outros dois jogadores, ambos do Atlanta Hawks, acabaram se envolvendo na confusão que lesionou Copeland. O ala Thabo Sefolosha e o pivô Pero Antic estavam com o atleta na casa noturna em Nova York e foram detidos, sob alegação de terem atrapalhado o trabalho da polícia. Mais tarde acabaram liberados.

Ambos divulgaram um comunicado em conjunto para se explicarem. "Como membros do Atlanta Hawks, nos portamos em um nível elevado e levamos nossas obrigações profissionais muito a sério. Vamos contestar estas acusações e estamos ansiosos para comunicar os fatos que envolveram a situação na hora exata. Nos desculpamos com nossas respectivas famílias, companheiros e a organização do Hawks por qualquer atenção negativa que este incidente trouxe. Não podemos dar mais detalhes já que este é um assunto legal em andamento."