• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Argentina vence Equador e Martino se desculpa por nova ausência de Messi

  • COMPARTILHE
Esportes

Argentina vence Equador e Martino se desculpa por nova ausência de Messi

New Jersey - Mais uma vez sem contar com Lionel Messi, que ainda se recupera de dores no pé direito, a Argentina venceu o Equador por 2 a 1 em amistoso encerrado no final da noite desta terça-feira, em New Jersey, nos Estados Unidos. Sem o maior astro do Barcelona em campo, a vitória da seleção comandada por Gerardo Martino foi conquistada com gols de Sergio Agüero e Javier Pastore, enquanto Miller Bolaños descontou para os equatorianos.

O amistoso serviu de preparação para as duas seleções visando a Copa América, que será realizada em junho no Chile, sendo que no sábado a Argentina superou o El Salvador por 2 a 0, em Washington, também sem Messi. O atacante viajou para os Estados Unidos mesmo após ter levado uma pancada no pé direito no clássico diante do Real Madrid, no domingo retrasado, em Barcelona, mas acabou não atuando diante de salvadorenhos e equatorianos, mesmo sem ter uma lesão no pé diagnosticada após ser submetido a exames.

A ausência de Messi acabou sendo decepcionante para o público que esperava poder ver o craque em ação em solo norte-americano, fato que gerou até um pedido de desculpas por parte de Gerardo Martino após o amistoso desta terça. "Lamentavelmente ele não estava em condições. Lhe custa muito calçar a chuteira. Não havia forma de fazê-lo jogar. Peço desculpas ao público", afirmou o comandante, lembrando também que sequer poderia ter escalado o astro na base do sacrifício. "Não era questão de correr risco, diretamente ele não estava apto para jogar", esclareceu.

Sem sua principal referência em campo, a Argentina abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo com um gol de cabeça de Agüero. Já aos 24, porém, o Equador empatou com Bolaños após um contragolpe pelo setor esquerdo do ataque. Na etapa final, entretanto, os argentinos asseguraram o triunfo com um gol de Pastore, após receber um passe de Lucas Biglia, aos 13 minutos.

Martino, por sua vez, acredita que a Argentina merecia um placar mais elástico pelo que jogou. "O primeiro tempo foi mais parelho, e no segundo tempo quase em sua totalidade nós dominamos o jogo. Pelo que fizemos no segundo tempo, o resultado deveria ter sido mais amplo", analisou.

Em outros amistosos encerrados no final da noite desta terça, o México venceu o Paraguai por 1 a 0 e a Venezuela derrotou o Peru pelo mesmo placar, em dois confrontos realizados nos Estados Unidos. Já o Panamá superou a Costa Rica por 2 a 1, em casa.