• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Duelo de ataques marca clássico Santos x São Paulo pela semifinal do Paulistão

  • COMPARTILHE
Esportes

Duelo de ataques marca clássico Santos x São Paulo pela semifinal do Paulistão

O futebol ofensivo deve ser a essência da apresentação das equipes. Ambas têm nos ataques jogadores com passagens pela Europa, coincidentemente o Milan, e também pela seleção brasileira.

São Paulo - Os dois melhores e mais renomados ataques do Campeonato Paulista disputam vaga neste domingo na final, às 18h30, na Vila Belmiro, em um confronto que vai encerrar para um dos times a sequência de resultados obtidos nos últimos anos. O Santos tenta a oitava final seguida e recebe o São Paulo, que busca evitar a nona eliminação consecutiva no mata-mata.

Dúvida para o jogo, o santista Ricardo Oliveira tem nove gols no torneio e tem como grande parceiro Robinho, autor de cinco tentos. Do lado tricolor, Alexandre Pato marcou oito vezes e é o único atacante do esquema armado pelo técnico interino Milton Cruz. Também se inclui na categoria de jogadores ofensivos de peso o são-paulino Luis Fabiano. Mas o terceiro maior artilheiro da história do clube está em baixa e não deve ser titular.

Os dois semifinalistas são os que mais fizeram gols no campeonato e exploram estilos diferentes de atacar os adversários. O Santos tem na velocidade de Robinho e Geuvânio a grande arma. O São Paulo é um time de mais paciência e toque de bola até cavar espaço e criar jogadas.

Para tentar chegar mais uma vez à decisão do Estadual, o Santos tem a favor a Vila Belmiro lotada (os ingressos estão esgotados) e um retrospecto em clássicos em 2015 que se contrapõe ao do São Paulo. O clube alvinegro não perdeu para rivais, enquanto que o time tricolor não ganhou de ninguém dos grandes.

"Jogamos contra os três grandes e fomos bem. O Santos está muito bem preparado para essa hora. Estamos prontos, firmes e fortes e com o apoio da torcida" avisou o técnico Marcelo Fernandes, que até pouco tempo era interino, assim como Milton Cruz. A equipe poupou os principais jogadores no meio de semana, quando atuou pela Copa do Brasil e eliminou o Londrina, em São José dos Campos (SP).

No São Paulo, a preocupação é em não "amarelar". Desde 2005 a equipe não leva o Estadual e por quatro vezes o Santos foi quem estragou o caminho do clube rumo ao título. A equipe também teme que um possível resultado negativo atrapalhe a preparação para a decisão de uma vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores. "Vamos jogar com o Corinthians, mas antes tem o Santos, que é um jogo fundamental para irmos bem na Libertadores", comentou Alexandre Pato.

A equipe vem de um difícil jogo no Uruguai e ainda não conseguiu repetir a escalação nesta temporada. Milton Cruz deve armar o meio de campo com dois ex-jogadores do Santos, com Paulo Henrique Ganso na armação e Wesley como volante. "Nossa equipe cresceu nos últimos jogos e temos de saber aproveitar isso", comentou Wesley. Denilson volta após cumprir suspensão e Souza será desfalque pelo terceiro cartão. Na lateral direita, Paulo Miranda deve jogar.