• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após ser 5º em eliminatória, Cielo admite não nadar final dos 100m no Maria Lenk

  • COMPARTILHE
Esportes

Após ser 5º em eliminatória, Cielo admite não nadar final dos 100m no Maria Lenk

Rio - Cesar Cielo conquistou na manhã desta segunda-feira seu primeiro índice olímpico, mas a marca de 48s97 conquistada na eliminatória dos 100m livre do Troféu Maria Lenk - dois centésimos abaixo do mínimo necessário - ainda não lhe dá certeza de que ele será convocado para o revezamento 4x100m livre nos Jogos Olímpicos. No momento, há seis atletas com melhores marcas do que Cielo. Apesar disso, ele deverá deixar de disputar a final dos 100m livre no final da tarde desta segunda, para se preservar para a disputa dos 50m, na quarta-feira.

"Eu vim com a expectativa de tentar fazer 48s. Saiu 48s97, então está dentro do que a gente estava programando", comentou um exausto e aliviado Cesar Cielo, logo após deixar a piscina. "Eu não treinei para essa prova. Pra falar a verdade eu estava até um pouquinho ansioso com a estratégia, porque a gente realmente não chegou nem a competir muito os 100m livre."

O tempo de Cielo foi apenas o quinto entre os brasileiros na eliminatória. Marcelo Chierighini (48s20), Nicolas Nilo (48s30), João de Luca (48s59) e Gabriel Santos (48s89) nadaram mais rápido. Matheus Santana (48s71) e Alan Vitória (48s96) já haviam conquistado marcas melhores do que a de Cielo no Open de Palhoça, em dezembro passado. Nesta segunda, Santana também foi à final com 49s30.

Apesar disso, Cielo provavelmente ficará de fora da final desta segunda. "Agora eu diria que não (disputaria a final). A não ser que meu técnico bata o pé e ache que seja melhor eu nadar, eu estou achando que vai ser melhor guardar a energia para os 50m", comentou Cielo.

Na avaliação dele, o importante é estar com o índice olímpico carimbado, já que a definição do quarteto para o revezamento passa por escolha dos técnicos da seleção. "Vou falar com os técnicos e é decisão deles de me colocar ou não. Estando no time eu estou disposto a nadar, estou disposto a ajudar. Mais do que conquistar a vaga entre os cinco (nesta manhã de segunda-feira), eu tenho que estar lá. Então eu vou tentar conquistar a vaga na quarta-feira nos 50m e aí, se precisar de mim na hora da Olimpíada, eu vou estar preparado pra nadar também."