• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após ser 5º em eliminatória, Cielo admite não nadar final dos 100m no Maria Lenk

Esportes

Após ser 5º em eliminatória, Cielo admite não nadar final dos 100m no Maria Lenk

Rio - Cesar Cielo conquistou na manhã desta segunda-feira seu primeiro índice olímpico, mas a marca de 48s97 conquistada na eliminatória dos 100m livre do Troféu Maria Lenk - dois centésimos abaixo do mínimo necessário - ainda não lhe dá certeza de que ele será convocado para o revezamento 4x100m livre nos Jogos Olímpicos. No momento, há seis atletas com melhores marcas do que Cielo. Apesar disso, ele deverá deixar de disputar a final dos 100m livre no final da tarde desta segunda, para se preservar para a disputa dos 50m, na quarta-feira.

"Eu vim com a expectativa de tentar fazer 48s. Saiu 48s97, então está dentro do que a gente estava programando", comentou um exausto e aliviado Cesar Cielo, logo após deixar a piscina. "Eu não treinei para essa prova. Pra falar a verdade eu estava até um pouquinho ansioso com a estratégia, porque a gente realmente não chegou nem a competir muito os 100m livre."

O tempo de Cielo foi apenas o quinto entre os brasileiros na eliminatória. Marcelo Chierighini (48s20), Nicolas Nilo (48s30), João de Luca (48s59) e Gabriel Santos (48s89) nadaram mais rápido. Matheus Santana (48s71) e Alan Vitória (48s96) já haviam conquistado marcas melhores do que a de Cielo no Open de Palhoça, em dezembro passado. Nesta segunda, Santana também foi à final com 49s30.

Apesar disso, Cielo provavelmente ficará de fora da final desta segunda. "Agora eu diria que não (disputaria a final). A não ser que meu técnico bata o pé e ache que seja melhor eu nadar, eu estou achando que vai ser melhor guardar a energia para os 50m", comentou Cielo.

Na avaliação dele, o importante é estar com o índice olímpico carimbado, já que a definição do quarteto para o revezamento passa por escolha dos técnicos da seleção. "Vou falar com os técnicos e é decisão deles de me colocar ou não. Estando no time eu estou disposto a nadar, estou disposto a ajudar. Mais do que conquistar a vaga entre os cinco (nesta manhã de segunda-feira), eu tenho que estar lá. Então eu vou tentar conquistar a vaga na quarta-feira nos 50m e aí, se precisar de mim na hora da Olimpíada, eu vou estar preparado pra nadar também."