• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arena do Palmeiras vai receber Brasil x Uruguai no rúgbi

  • COMPARTILHE
Esportes

Arena do Palmeiras vai receber Brasil x Uruguai no rúgbi

São Paulo - O Allianz Parque, estádio do Palmeiras, vai receber no próximo sábado, dia 23, a partida entre Brasil e Uruguai pela primeira rodada do Campeonato Sul-Americano de Rúgbi XV. O jogo, que acontece às 16h20, será o primeiro evento esportivo na arena palmeirense realizado além do futebol. Os ingressos para a partida custarão R$ 20 o valor cheio.

O Estado de S. Paulo apurou que o acordo está fechado, já houve a assinatura dos contratos na quinta-feira e nesta sexta deverá ocorrer o anúncio oficial do jogo. A segunda partida do campeonato também vai acontecer em São Paulo. No dia 30, o Brasil encara o Chile no estádio do Pacaembu, às 16h15. Em dezembro do ano passado, a seleção brasileira atraiu cerca de 10 mil torcedores no estádio do Pacaembu para o jogo contra a Alemanha, batendo recorde de público da modalidade no País.

O evento, embora seja mais uma novidade na casa alviverde, pode ser um problema para o time do Palmeiras. Caso avance para a semifinal do Campeonato Paulista, dependendo da combinação dos outros resultados, o time alviverde pode fazer a partida em seus domínios, no domingo da semana que vem, dia 24.

O problema, porém, é que o estádio ainda estará com os desenhos no gramado do campo de rúgbi, além de toda estrutura necessária para a realização da partida. Além disso, o gramado deve ser bastante usado durante o jogo. Assim, o jogo pelo Paulista poderia ser realizado no Pacaembu. Entretanto, para ter a vantagem de jogar em casa na semifinal, o Palmeiras precisa derrotar o São Bernardo na segunda-feira, às 21h, também na arena, e torcer contra o Corinthians diante do Red Bull.

Santos e São Bento estão acima do time alviverde na classificação geral, mas se enfrentam. Logo, apenas um vai avançar e o Palmeiras passaria a ter a segunda melhor campanha dentre os que permanece vivos na competição, condição que lhe daria a vantagem de ser mandante.