• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após título e marca histórica no saibro, Nadal sobe para o 5º lugar na ATP

  • COMPARTILHE
Esportes

Após título e marca histórica no saibro, Nadal sobe para o 5º lugar na ATP

Londres - Depois de conquistar o seu incrível décimo título do Masters 1000 de Montecarlo e se tornar o maior vencedor de troféus em piso de saibro em todos os tempos, com 50 ao total, Rafael Nadal subiu duas posições no ranking da ATP, atualizado nesta segunda-feira, e assumiu o quinto lugar.

O espanhol, que ultrapassou a marca do lendário ex-tenista argentino Guillermo Villas, dono de 49 taças de torneios de simples na terra batida, acabou percorrendo caminho inverso ao do japonês Kei Nishikori, que nesta segunda caiu da quinta para a sétima colocação do ranking.

Curiosamente, na semana passada o tenista oriental havia subido do sétimo para o quinto posto da ATP e agora poderá descer ainda mais lugares no Top 10 depois de ter anunciado a sua desistência do Torneio de Barcelona, que começou nesta segunda-feira, ao alegar uma lesão na munheca.

Nishikori pretendia defender os pontos que conquistou como atual vice-campeão do ATP 500 realizado em piso de saibro, onde justamente Nadal ficou com o título em 2016 ao bater o japonês na decisão. E o espanhol jogará nesta semana para defender os pontos da campanha vitoriosa do ano passado e seguir embalado na temporada de saibro, na qual o seu calendário prevê também as participações nos Masters 1000 de Madri e Roma e finalmente em Roland Garros, Grand Slam que ocorre entre o final de maio e o início de junho, em Paris.

Eliminados de forma precoce em Montecarlo na semana passada, o britânico Andy Murray, o sérvio Novak Djokovic e o suíço Stan Wawrinka sustentaram as respectivas primeira, segunda e terceira posição do ranking da ATP nesta segunda-feira, assim como Roger Federer se manteve no quarto lugar, mas agora o recordista de títulos de Grand Slam tem Nadal menos de 900 pontos atrás dele como novo quinto colocado - o espanhol saltou dos 3.735 da semana anterior para 4.235 ao total nesta segunda, contra 5.125 do astro suíço, que só deve voltar a jogar em Roland Garros.

Outra novidade no Top 10 ocorrida nesta segunda-feira foi a entrada do belga David Goffin, que saltou do 13º para o 10º lugar após ter avançado às semifinais em Montecarlo, onde só caiu diante de Nadal. Os outros integrantes dos grupos dos dez primeiros são o canadense Milos Raonic, o croata Marin Cilic e o austríaco Dominic Thiem, que sustentaram as respectivas sexta, oitava e nona colocações em que já estavam há uma semana.

Também semifinalista em Montecarlo, o francês Lucas Pouille teve ascensão igual à de Goffin na listagem da ATP ao subir da 17ª para a 14ª posição. Já o espanhol Albert Ramos-Viñolas, surpreendente finalista do importante torneio monegasco, saltou da 24ª para a 19ª colocação e assim ingressou no Top 20, fechado agora pelo seu compatriota Pablo Carreño Busta, que desceu do 19º para o 20º lugar.

Entre os brasileiros, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva subiram uma posição cada um e passaram a figurar como respectivos 54º e 69º colocados, enquanto Thiago Monteiro, atual número 3 do País, permaneceu em 80º no geral. Outro único integrante nacional no Top 200, João Souza caiu dois postos e agora é o 138º tenista do mundo.

Confira a classificação atualizada do ranking da ATP:

1) Andy Murray (GBR), 11.690 pontos

2) Novak Djokovic (SER), 8.085

3) Stan Wawrinka (SUI), 5.695

4) Roger Federer (SUI), 5.125

5) Rafael Nadal (ESP), 4.235

6) Milos Raonic (CAN), 4.165

7) Kei Nishikori (JAP), 4.010

8) Marin Cilic (CRO), 3.565

9) Dominic Thiem (AUT), 3.385

10) David Goffin (BEL), 2.975

11) Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.915

12) Grigor Dimitrov (BUL), 2.880

13) Tomas Berdych (RCH), 2.870

14) Lucas Pouille (FRA), 2.516

15) Jack Sock (EUA), 2.450

16) Nick Kyrgios (AUS), 2.425

17) Gaël Monfils (FRA), 2.410

18) Roberto Bautista (ESP), 2.145

19) Albert Ramos (ESP), 2.135

20) Pablo Carreño Busta (ESP), 2.025

54) Thomaz Bellucci (BRA), 876

69) Rogério Dutra Silva (BRA), 715

80) Thiago Monteiro (BRA), 644

138) João Souza (BRA), 419