• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kuznetsova vence e Radwanska é eliminada na estreia em Stuttgart

Esportes

Kuznetsova vence e Radwanska é eliminada na estreia em Stuttgart

Stuttgart - Em dia de estreias de veteranas em Stuttgart, a tenista russa Svetlana Kuznetsova fez valer sua condição de cabeça de chave, enquanto a polonesa Agnieszka Radwanska e a australiana Samantha Stosur foram batidas na primeira rodada da competição alemã disputada sobre o saibro.

Ex-número dois do mundo, Radwanska foi superada pela russa Ekaterina Makarova pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4. Com a vitória, a russa poderá encontrar a compatriota Maria Sharapova nas oitavas de final. Para tanto, Sharapova terá que vencer a italiana Roberta Vinci.

Oitava cabeça de chave, Kuznetsova derrotou a holandesa Kiki Bertens por 6/3, 5/7 e 6/3. Nas oitavas de final, a russa de 31 anos, dona de dois títulos de Grand Slam, vai enfrentar a local Laura Siegemund, que avançou na estreia ao derrotar a chinesa Shuai Zhang por 6/2 e 7/6 (7/4).

Já Samantha Stosur, de 33 anos, foi surpreendida pela letã Anastasija Sevastova por 6/1, 4/6 e 6/3. Em baixa no circuito, a dona de um título de Major tem lutado nas competições para emplacar uma boa sequência de vitórias. Nas oitavas, Sevastova vai duelar com a vencedora do confronto entre a britânica Johanna Konta e a japonesa Naomi Osaka.

Em outros jogos desta terça, a estoniana Anett Kontaveit derrotou a croata Ana Konjuh por 7/6 (7/5) e 6/4, enquanto a checa Barbora Strycova superou a norte-americana Jennifer Brady por duplo 6/2.

RETORNO - Após 15 meses de afastamento por suspensão, em caso de doping, Maria Sharapova enfim fará seu retorno ao circuito profissional nesta quarta, às 13h30 (horário de Brasília). O retorno da russa está cercado de polêmica. Ela voltará a competir através de convite da organização do Torneio de Stuttgart.

Para diversas tenistas, o convite seria inadequado porque deve servir somente para premiar tenistas reconhecidas que já registraram ranking elevado, mas sofrem com lesões ou problemas de saúde que a afastaram das quadras. No caso de Sharapova, estaria "premiando" o doping da russa, flagrada com a substância Meldonium em janeiro do ano passado.

O convite também causou mal estar no circuito porque o principal patrocinador do torneio alemão, a Porsche, também é um dos principais apoiadores individuais da tenista, que está sem ranking e precisa de convites para disputar os maiores torneios do circuito. Nesta busca, ela jogará em Roma e Madri e ainda espera por competir em Roland Garros, no fim de maio.