• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil x Espanha da Davis será no saibro, no Ibirapuera

Esportes

Brasil x Espanha da Davis será no saibro, no Ibirapuera

O confronto entre Brasil e Espanha pela repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis vale uma vaga na elite do tênis, e será entre 12 e 14 de setembro

São Paulo - A Confederação Brasileira de Tênis (CBT) confirmou, na última quinta-feira (29), que a cidade de São Paulo foi escolhida para receber o aguardado confronto entre Brasil e Espanha pela repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. A disputa, que vale uma vaga na elite do tênis, vai acontecer entre 12 e 14 de setembro no Ginásio do Ibirapuera.

De acordo com a CBT, o acordo que definiu a sede do confronto só foi fechado na tarde desta quinta-feira, em encontro que contou com a Federação Paulista de Tênis (FPT) e a secretaria de Esporte Lazer e Juventude do Estado de São Paulo.

Na tentativa de criar uma atmosfera adversa para o país que mais tem atletas entre os melhores do mundo, o confronto vai acontecer dentro do Ginásio do Ibirapuera, que deverá ter capacidade para 9.700 pessoas. Ali, será montada uma quadra de saibro, piso preferido dos brasileiros e também dos espanhóis.

O Brasil é azarão no confronto, ainda que jogue em casa. Além de Rafael Nadal, que é líder do ranking mundial, a Espanha conta com nomes como David Ferrer (quinto), Tommy Robredo (19.º) e Nicolas Almagro (22.º). No total, são 16 espanhóis melhores colocados que Thomaz Bellucci, o melhor brasileiro (108.º).

Também em duplas a Espanha é forte. No ano passado, Fernando Verdasco e David Marrero venceram o ATP Finals, enquanto em 2012 o título ficou com Marcel Granollers e Marc López. O Brasil, porém, conta com Bruno Soares e Marcelo Melo.

O Brasil chegou à repescagem do Grupo Mundial com a vitória diante do Equador por 3 a 1 em Guayaquil, no Equador, em abril, pelo Zonal Americano. Já a Espanha foi derrotada pela Alemanha na primeira fase do Grupo Mundial deste ano.

VOLTA A SÃO PAULO - A última vez que a cidade de São Paulo recebeu um confronto da Copa Davis foi em 1996. E teve muita polêmica. Naquele ano, também na disputa da repescagem do Grupo Mundial, em uma quadra de carpete montada no hotel Transamérica, o Brasil com os então desconhecidos Gustavo Kuerten e Fernando Meligeni enfrentou a Áustria de Thomas Muster, um dos melhores tenistas da época.

No primeiro dia do duelo, um empate por 1 a 1 com a vitória de Muster sobre Meligeni e de Guga contra Markus Hipflem. Nas duplas, no sábado, Muster e Udo Plamberger enfrentavam Guga e Jaime Oncins quando torcedores brasileiros passaram a provocar o melhor tenista da Áustria com xingamentos e reflexos da luz solar através de um espelho.

Muito irritado, Muster não aceitou as provocações, reclamou muito e fez com que os austríacos abandonassem a disputa, ganha pelos brasileiros por 4 a 1. E prometeu que nunca mais viria para o Brasil.