• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após reunião com empresário, Berlusconi admite seguir sócio majoritário do Milan

  • COMPARTILHE
Esportes

Após reunião com empresário, Berlusconi admite seguir sócio majoritário do Milan

Milão - As crescentes especulações sobre a possível venda do Milan ganharam ainda mais força neste sábado, quando o dono do clube, Silvio Berlusconi, se encontrou com o empresário tailandês Bee Taechaubol, principal interessado na compra. Apesar dos indícios da negociação, Berlusconi garantiu após a reunião que pode seguir como sócio majoritário do time.

"Tudo está sendo discutido. Há a possibilidade de eu manter os 51%. Logo vamos nos encontrar novamente para podermos definir todos os aspectos do futuro do Milan", declarou o italiano. "Para mim, é uma paixão do coração, o que é muito importante e completamente fora de todas as conexões normais com companhias."

Berlusconi é o dono do Milan há quase 30 anos. Ele assumiu o controle do clube em 1986 e o conduziu à fase mais vitoriosa de sua história, tendo conquistado, entre outros, três Mundiais, cinco Ligas dos Campeões, além de oito Campeonatos Italianos.

A fase recente do Milan, no entanto, é bem diferente. Em meio a uma crise financeira, o clube vendeu seus principais jogadores e já faz campanhas vexatórias há algumas temporadas. Na atual, é apenas o décimo colocado no Italiano e sequer estaria classificado para competições europeias. O momento tem gerado cada vez mais protestos dos torcedores, que cobram mudanças.

O próprio Berlusconi parece estar ciente da necessidade de alterações. "Minha preocupação é que o Milan volte ao topo na Itália, na Europa e no mundo. O senhor Bee me parece ser uma pessoa muito séria, que tem respeitado os parâmetros técnicos do contrato. Ficamos amigos e acho que podemos fazer boas coisas com nossa conexão", avaliou.