• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Fluminense sofre, mas vence com gol de estreante na abertura do Brasileirão

Esportes

Fluminense sofre, mas vence com gol de estreante na abertura do Brasileirão

O Fluminense estreou na competição sem suas principais contratações para a temporada do Brasileirão. O atacante Magno Alves e o zagueiro Antônio Carlos ficaram de fora da relação

Foto: Estadão Conteúdo

Rio - Mesmo com um jogador a mais em campo, o Fluminense passou sufoco para arrancar uma vitória sobre o Joinville, na estreia do Brasileiro na noite deste sábado, no Maracanã. O gol saiu só aos 43 minutos do segundo tempo, após um chute da entrada da área do estreante Vinicius.

O time catarinense que voltava à Série A após 28 anos, contou com a noite inspirada do goleiro Oliveira para segurar o placar, após ter um volante expulso ainda no primeiro tempo. Com o resultado, o time carioca divide a liderança do campeonato com o Chapecoense na primeira rodada do Brasileirão.

O Fluminense estreou na competição sem suas principais contratações para a temporada do Brasileirão. O atacante Magno Alves e o zagueiro Antônio Carlos ficaram de fora da relação pouco antes do início da partida. A diretoria do clube decidiu evitar contestações judiciais com a entrada dos jogadores, em função de dúvidas quanto a validação dos novos contratos. Mesmo fora do jogo, os dois apareceram no gramado do

Maracanã para saudar a torcida tricolor.

O time carioca dominou todo o primeiro tempo, com um time ofensivo e de forte marcação no meio de campo mas sem conseguir finalizar as jogadas. Muito fechado, o Joinville teve dificuldades para acertar a troca de passes, o que rendeu boas chances de gol para o time rival.

Foram cinco chances reais, com destaque para as criações de Fred. A situação ficou pior para o time catarinense aos 22 minutos após a expulsão do volante Naldo - a primeira do campeonato. Após um vacilo na entrada da grande área, o jogador perdeu a bola para Edson, que estava livre para bater para o gol. O árbitro Thiago Peixoto aplicou o segundo amarelo a Naldo quando o jogador parou o lance com um puxão no rival.

Com um a mais no jogo, o Fluminense preferiu diminuir o ritmo de jogo, mas não deixou de ameaçar o goleiro Oliveira, outro destaque da partida. As jogadas se concentraram no lado esquerdo, com boa troca de passes e cruzamentos entre Fred, Kenedy e Edson, que aparecia com frequência na área. No melhor lance, depois de lançamento de Fred e arrancada de Kennedy pela esquerda, o goleiro precisou de dois tempos para defender o forte chute do atacante.

Depois de 40 minutos de jogo morno no segundo tempo, o Fluminense só conseguiu duas boas chances com chutes de longa distância na entrada da área. O Joinville passou todo o segundo tempo na retranca, aguardando brechas para avançar no contra-ataque. Novamente, o goleiro Oliveira salvou o Joinville nos dois únicos lances de perigo da equipe carioca.

Apesar da vantagem técnica e numérica, o Fluminense passou toda a segunda etapa sem criar jogadas e ainda desperdiçando chances de gol com finalizações erradas. O time e a torcida só despertaram aos 41 minutos, quando um chute de Edson estalou o travessão do time catarinense.

O gol só saiu após uma jogada individual de Vinicius, estreante na equipe que entrou na partida em substituição a Giovanni, já no segundo tempo. Ele recebeu na entrada da área e acertou forte chute no canto direito do gol, sem chance para Oliveira.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1 X 0 JOINVILLE

FLUMINENSE - Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Antônio Carlos e Giovanni (Vinicius); Pierre (Robert), Edson, Jean e Gerson (Wagner); Kenedy e Fred. Técnico - Ricardo Drubscky.

JOINVILLE - Oliveira; Sueliton, Bruno Aguiar, Guti e Rogério; Naldo, Wellington Saci (Dankler), Augusto César (William Pop) e Marcelo Costa; Welinton Júnior (Anselmo) e Kempes. Técnico - Hemerson Maria.

GOL - Vinicius, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto.

CARTÕES AMARELOS - Wagner e Vinicius (Fluminense).

CARTÃO VERMELHO - Naldo (Joinville).

RENDA - R$ 563.780,00.

PÚBLICO - 19.185 pagantes (21.803 presentes).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio.