• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil convoca promessas do Barça e do Atlético de Madrid para o sub-17

Esportes

Brasil convoca promessas do Barça e do Atlético de Madrid para o sub-17

Rio - Depois de perder Thiago Alcântara para a seleção da Espanha, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu abrir os olhos para as categorias de base dos grandes clubes europeus. Nesta terça-feira, a entidade anunciou a convocação da seleção sub-17 para um período de treinos e listou meninos das base do Barcelona e do Atlético de Madrid.

Ambos meio-campistas e nascidos no ano 2000, foram convocados Gustavo Enrique, do Atlético de Madrid, e Lucas de Vega, do Barcelona. Nascido em Fortaleza, filho de pais que já moravam em Barcelona, Lucas está há cinco anos na base do time catalão e, no mês passado, serviu à seleção espanhola sub-16. Também foi lembrado o atacante Emanuel Vignato, do Chievo.

Pelas regras da Fifa, um jogador com dupla nacionalidade pode defender duas seleções nas categorias de base. Ele só precisa escolher definitivamente um país quando fizer sua primeira partida oficial na categoria adulta.

A ideia da CBF ao convocar Lucas, Gustavo e Emanuel é aproximá-los da seleção brasileira, criando o interesse de jogar pelo Brasil. Projeto semelhante já foi bem sucedido com o meia Andreas Pereira, do Manchester United, que chegou a defender a Bélgica na base, e com o atacante Rafinha, irmão de Thiago Alcântara, jogador do Barcelona.

A CBF também chegou a tentar se aproximar do meia Rony Lopes, hoje com 20 anos, que há um ano custou 10 milhões de euros para o Monaco. O jogador, entretanto, segue defendendo Portugal, sendo titular da seleção sub-21.

Já o zagueiro são-paulino Lyanco já defendeu as seleções do Brasil e da Sérvia este ano. O Defensor primeiro foi convocado pelo time europeu, uma vez que seu avô é natural da Iugoslávia, e depois foi chamado pela CBF.