• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Macron quer participar das etapas finais da escolha da sede da Olimpíada de 2024

  • COMPARTILHE
Esportes

Macron quer participar das etapas finais da escolha da sede da Olimpíada de 2024

Paris - O novo presidente da França, Emmanuel Macron, recebeu nesta terça-feira a Comissão de Avaliação do Comitê Olímpico Internacional (COI), que estava em Paris desde sábado para avaliar a candidatura da capital francesa à sede olímpica e paralímpica dos Jogos de 2024.

Empossado no último domingo, Macron já tinha defendido o projeto e, de acordo com representantes da candidatura, o agora presidente francês disse querer participar pessoalmente das etapas finais do processo de escolha. "Ele disse que queria apoiar a candidatura até a vitória final", comemorou Tony Estanguet, líder da equipe da candidatura parisiense.

Segundo ele, o presidente confirmou presença em um dos passos decisivos do processo de escolha da sede dos Jogos, um evento na sede do COI, na Suíça. Entre os dias 11 e 12 de julho, as cidades candidatas farão uma apresentação final dos seus projetos.

"Macron está dando continuidade à atuação do ex-presidente François Hollande, que se envolveu pessoalmente na candidatura", avaliou Estanguet, que não deixou claro se o presidente confirmou que também estaria na cerimônia de escolha da cidade, em Lima, no dia 13 de setembro. "É um gesto muito, muito forte que mostra nossa união e a força da nossa candidatura."

Contra Paris, também compete para ser sede dos Jogos de 2024 a cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, que recebeu a mesma equipe de avaliação do COI na semana passada.

"Se olharmos para as duas candidaturas de um ponto de vista técnico, não há dúvidas de que ambas estão aptas a receberem uma Olimpíada", elogiou o presidente da Comitê de Avaliação do COI, Patrick Baumann, evitando comparações entre as cidades. "Elas têm culturas e histórias diferentes e, por isso, diferentes formas de olhar para os Jogos. Os membros do COI vão escolher entre um olhar e outro."