• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'As críticas me alimentam', diz uruguaio Álvaro González

  • COMPARTILHE
Esportes

'As críticas me alimentam', diz uruguaio Álvaro González

Sete Lagoas (MG) - O volante uruguaio Álvaro González será o responsável por anular o "cérebro" e centro de criação da seleção italiana, o meia Andrea Pirlo, na última partida do Uruguai pelo Grupo D da Copa do Mundo. Criticado mesmo após boa apresentação na vitória sobre a Inglaterra, o defensor disse que "as críticas o alimentam" e que espera ajudar a equipe a se classificar para as oitavas de final.

"Tenho o apoio das pessoas que confiam em mim. Há outros que não me consideram tão bom ou que não tenho condições de jogar pelo Uruguai. As críticas me alimentam, me fortalecem e me fazem trabalhar dobrado", desabafou em entrevista coletiva de imprensa em Sete Lagoas (MG), na Arena do Jacaré, base de treinamentos da seleção no Mundial.

Aos 29 anos, o jogador acumula 43 partidas pelo Uruguai. O atleta que atua no futebol italiano, na Lazio, crê que está sendo injustiçado pelos críticos. "Tomara que no final toda essa gente me parabenize por eu ter demonstrado que eles se equivocaram comigo", disse. "Eu jogo pela camisa do meu país, por meus companheiros, pelos que me apoiam e também pelos outros. Jogo por todo o Uruguai".

Concentrado para o duelo contra os italianos, González está focado em atrapalhar a partida do meia Pirlo, a quem classificou como "o jogador que gera mais jogo e que precisa de dois segundos para dar uma assistência". "Deveremos estar muito atentos ao que ele (Pirlo) faz e tratar de desarmar o seu jogo. Essa, sem dúvidas, será um dos pontos importantes para vencer a partida", analisou.

Por uma das vagas do "grupo da morte", liderado pela classificada Costa Rica, Uruguai e Itália se enfrentam às 13 horas desta terça-feira, na Arena das Dunas, em Natal.