• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Buffon torce tornozelo, mas não preocupa para a estreia

Esportes

Buffon torce tornozelo, mas não preocupa para a estreia

Manaus - Um pequeno susto marcou o treino de reconhecimento do campo feito pela seleção italiana na noite desta sexta-feira, em Manaus. O goleiro Buffon deixou o campo mais cedo porque sofreu uma torção no tornozelo, mas logo se viu que não era nada grave e ele jogará neste sábado, na estreia da Itália contra a Inglaterra, às 18 horas (de Brasília). O circuito interno de TV do centro de imprensa mostrou que Buffon foi caminhando tranquilamente para o ônibus após o treino.

O lance aconteceu na parte do treino que foi fechada à imprensa, por isso o técnico Cesare Prandelli se surpreendeu quando um jornalista quis saber o motivo de o goleiro ter deixado o campo mais cedo. "Mas como vocês ficam sabendo dessas coisas?" Em seguida, tranquilizou a nação. "Foi uma torção muito leve do tornozelo (não especificou qual), nada que preocupe."

Por causa do problema, Buffon foi fazer gelo e não compareceu à entrevista coletiva junto com o treinador como estava programado. Em seu lugar foi escalado Candreva, que foi quase um espectador na sala. Apenas no final os jornalistas italianos resolveram tirá-lo do castigo e lhe fizeram três perguntas.

DE OLHO NOS RIVAIS - Antes de se dirigir para o estádio e comandar o treino de reconhecimento, Cesare Prandelli viu atentamente a partida entre Espanha e Holanda. E teve certeza de que sua previsão sobre como será o Mundial estava correta. "Venho dizendo que nesta Copa os jogos terão muita alternância, será difícil um time começar e acabar da mesma maneira. A Espanha teve um domínio absoluto no primeiro tempo, mas o segundo foi outro jogo e a Holanda teve muito mais intensidade. Temos de estar preparados para esse tipo de coisa e lutar para nos mantermos vivos no jogo até o fim."

O trabalho de Prandelli foi feito para tornar sua equipe capaz de mudar o esquema de acordo com as circunstâncias e, também, para se adaptar a qualquer ritmo. "Acho que estamos prontos."

Como seu colega inglês Roy Hodgson, ele elogiou o gramado da Arena Amazônia. E disse que os comentários que chegaram à concentração italiana não correspondem à realidade. "Diziam que o campo estava péssimo, mas a verdade é que está ótimo."