• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Klinsmann e Löw deixam amizade de lado por um dia

Esportes

Klinsmann e Löw deixam amizade de lado por um dia

Recife - O jogo entre Alemanha e Estados Unidos, nesta quinta-feira, na Arena Pernambuco, provocará sensações estranhas em Joachim Löw e Jürgen Klinsmann, os treinadores das duas equipes. Entre 2004 e 2006, os dois foram parceiros de trabalho na seleção alemã (Klinsmann como técnico e Löw como auxiliar) e a amizade entre eles se mantém firme e forte desde então. Acostumados a trocar impressões sobre o futebol e a vida, os dois terão de tratar um ao outro com a frieza que a praxe manda destinar ao adversário.

Löw foi um personagem-chave na renovação feita por Klinsmann na equipe tricampeã do mundo - renovação que até hoje afeta positivamente o time, já que jogadores como Lahm e Schweinsteiger foram lançados na seleção pelo ex-atacante. O atual treinador da Alemanha era uma espécie de conselheiro do amigo, tanto que muita gente jurava de pés juntos que os conceitos táticos exibidos em campo pela equipe eram muito mais de Löw do que de Klinsmann.

"Vivemos dois anos de uma grande parceria", lembrou Klinsmann. "Temos uma forma parecida de pensar, até porque somos da mesma região, do sul da Alemanha. Durante a Copa, no entanto, deixamos nossos telefones desligados por um tempo. Depois com certeza vamos conversar, ver a família um do outro como sempre."

A amizade entre Klinsmann e Löw é tão forte que eles têm o hábito de reunir suas famílias para confraternizações, mesmo morando em continentes diferentes. Não será fácil, como se vê, deixar isso de lado, mesmo que por apenas um dia. Mas os dois estão se esforçando.

"Nós tínhamos uma parceria perfeita, nos completávamos", contou Löw. "É claro que agora temos objetivos opostos, pois somos ambiciosos e queremos vencer sempre, mas com certeza nossa amizade continuará a mesma seja qual for o resultado da partida."

O sucesso de Löw na seleção alemã - apesar de não ter ganho nenhum título, o técnico tem feito a equipe jogar um belo futebol - deixa Klinsmann muito feliz e orgulhoso. Até porque ele sabe que o amigo mantém o estilo de trabalho que os dois implantaram em 2004.

"O trabalho que Joachim fez nos últimos oito anos é impressionante", comentou o treinador dos Estados Unidos. "A Alemanha tem um grande estilo de jogo e tem dado muitas oportunidades aos jovens. Tenho orgulho de ver a Alemanha em campo. E essa partida será um momento único para mim."