• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após massacrar Colômbia, Brasil prevê duelos mais complicados no Pan de Handebol

  • COMPARTILHE
Esportes

Após massacrar Colômbia, Brasil prevê duelos mais complicados no Pan de Handebol

Buenos Aires - A seleção brasileira somou sua terceira vitória em três jogos no Pan-Americano Masculino de Handebol ao massacrar a Colômbia por 42 a 10, na última segunda-feira, em Buenos Aires. Antes disso, o Brasil já havia arrasado o Paraguai por 54 a 14 na estreia e derrotado Porto Rico por 38 a 24. Agora, porém, prevê duelos mais difíceis nos dois próximos jogos da primeira fase da competição, nesta quarta, contra os Estados Unidos, e na quinta, contra o Uruguai, nas duas ocasiões às 17 horas (de Brasília).

"Foi um jogo bom (contra a Colômbia). A equipe toda participou bem. Todo mundo teve seus minutos e acho que isso foi importante. Conseguimos provar diferentes defesas, além de poder praticar bastante a regra nova de colocar um jogador a mais tanto em igualdade quanto na inferioridade, então, isso foi muito positivo para dar ritmo de jogo para todo mundo, já que os próximos jogos aqui do campeonato vão ser mais complicados", afirmou armador direito Oswaldo Guimarães, em declarações reproduzidas pelo site oficial da Confederação Brasileira de Handebol (CBHB).

A competição na Argentina dará aos três primeiros colocados uma vaga no Mundial de 2017 e serve como preparação para os Jogos Olímpicos do Rio, em agosto, e o técnico Jordi Ribera exaltou a importância destes três primeiros duelos vencidos pelo Brasil, apesar da fragilidade dos adversários.

"Como todas as coisas, temos que provar e é bom começar a experimentar com os jogos que são mais fáceis e pouco a pouco introduzir nos mais complicados. A regra existe e temos que aproveitá-la dentro das possibilidades que temos. Hoje (segunda-feira) foi uma partida tranquila, em que os jogadores estiveram muito sérios ao longo dos 60 minutos. Não se fixaram no placar e se dedicaram tanto na defesa quanto no ataque e isso é bom", ressaltou o comandante, elogiando o profissionalismo da equipe que se manteve na liderança do Grupo B do Pan-Americano de Handebol, onde o time nacional busca o seu terceiro título desta competição.

Com sete gols cada um, Borges e Chiuffa foram os principais destaques ofensivos do Brasil no massacre diante da Colômbia, enquanto Lucas foi o maior segundo goleador da equipe, com seis bolas na rede.