• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Bauza diz que terá conversa com Calleri após expulsão: 'Tem que falar menos'

Esportes

Bauza diz que terá conversa com Calleri após expulsão: 'Tem que falar menos'

Brasília - O técnico argentino Edgardo Bauza ficou satisfeito com o empate do São Paulo diante do Flamengo neste domingo, em Brasília. Principalmente após a expulsão do argentino Calleri, no meio da etapa final. Mas terá uma conversa reservada com seu atacante, que foi expulso por reclamação.

O treinador não quer mais ver seu goleador falando com a arbitragem. "Não digo que ele está sendo perseguido, mas tem de falar menos", afirmou. "O Calleri está sempre sendo empurrado pelos defensores e isso os árbitros têm de ver", endossou, reprovando a atuação do goiano Elmo Alves Resende.

Edgardo Bauza, contudo, não quis fazer um protesto formal contra o árbitro para evitar um choro desnecessário. "Não quero armar um escândalo", disse. "Mas também não foi penal. A bola toca o ombro do Caramelo e o Maicon não acerta o atacante. Tem de perguntar para ele, pois não sabemos o que aconteceu".

Autor do lance do pênalti, Maicon também não entendeu a marcação da arbitragem. E reclamou. "Na minha opinião não foi nada. Vi o replay do lance no vestiário e só toco o Caramelo. A arbitragem puxou muito para o Flamengo. Só faltas para eles e cartões para nós".

Sobre o empate, Edgardo Bauza elogiou o goleiro Dênis, para ele com "enorme confiança" e a postura defensiva. "É difícil segurar um time com o ímpeto ofensivo do Flamengo com um a menos. Mas estamos aprendendo a nos defender", falou. "E, se não se defende bem, não segura. Foi muito difícil, mas fomos bem".

Michel Bastos, de volta após período fora por lesão, disse que foi um empate com sabor de vitória no estádio Mané Garrincha. "Pelas circunstância foi bem. Graças a Deus o (Alan) Patrick perdeu o pênalti no fim".

Do lado do Flamengo, o presidente Eduardo Bandeira de Melo reclamou. "Empate com sabor de derrota, ainda mais pelo primeiro gol do São Paulo ter saído num gol irregular".