• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kelvin admite começo difícil antes de evoluir no São Paulo

Esportes

Kelvin admite começo difícil antes de evoluir no São Paulo

São Paulo - O atacante Kelvin passou a ser titular no São Paulo no mesmo momento em que o time iniciou a reação na Copa Libertadores. Foi no começo do mês de abril em que o jogador entrou contra o Trujillanos, da Venezuela, fez gol e passou a ter vaga garantida na equipe. Atualmente o atleta desfruta de prestígio com o técnico Edgardo Bauza, situação que lhe fez admitir nesta quinta-feira ter sentido um pouco de decepção no começo do ano.

"No início foi difícil, fiquei bravo porque não estava tendo oportunidades, achei que chegaria e teria oportunidades logo de cara. Mas ele (Bauza) foi uma pessoa que teve calma comigo, sabia que eu não estava em forma, não tinha pré-temporada, e esperou para me colocar no momento certo", afirmou Kelvin em entrevista coletiva.

Kelvin está no clube emprestado pelo Porto até o fim da temporada. O atacante de 23 anos é titular absoluto e se destacou principalmente no clássico com o ex-clube, o Palmeiras, quando deu um "chapéu" em Zé Roberto. "O São Paulo deu uma crescida, mas não só depois que eu entrei. Todos os jogadores compraram a ideia quando paramos para pensar e conseguimos ver que as coisas não estavam dando certo. Todo mundo começou a render mais", explicou.

O atacante disse que além da evolução no time no ano, com a chegada à semifinal da Copa Libertadores, notou também o próprio crescimento como jogador. Kelvin creditou ao treinador argentino esse processo. O jogador tem dois gols marcados pelo São Paulo, um contra o Trujillanos e outro diante do Linense, no Campeonato Paulista.

Bauza comandou nesta quinta-feira um treino tático em que repetiu a formação dos dias anteriores. Para enfrentar o Atlético-PR, no sábado, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, o São Paulo deve ter a manutenção de Ytalo como armador na vaga de Ganso, cedido à seleção brasileira para a disputa da Copa América Centenário. A equipe titular deve ter: Denis; Bruno, Maicon, Lugano e Matheus Reis; Thiago Mendes, João Schmidt, Kelvin, Ytalo e Centurión; Calleri.