• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dorival faz mistério, mas confirma ausência de Zeca no Santos

  • COMPARTILHE
Esportes

Dorival faz mistério, mas confirma ausência de Zeca no Santos

Santos - O técnico Dorival Júnior optou por não revelar qual será a escalação do Santos para o clássico com o Corinthians, neste sábado, no Itaquerão, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, mas indicou nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, que não contará com o lateral Zeca, ainda em recuperação de dores na panturrilha esquerda.

"Ainda não tenho a equipe definida. Estamos aguardando. O Zeca provavelmente fora. Espero uma grande partida e que façamos um jogo mais seguro, dentro das nossas condições, que voltemos com uma atuação condizente", afirmou o treinador santista.

Zeca foi substituído durante o jogo do último domingo com o Cruzeiro por causa do problema. Sem o titular da lateral esquerda, a tendência é de que Dorival opte pela improvisação do colombiano Copete na posição. As outras opções para a posição são Jean Mota e Matheus Ribeiro.

O outro desfalque do Santos no clássico é o meia Lucas Lima, que ainda se recupere de lesão na coxa direita sofrida em partida contra o Coritiba. Desde então, Dorival vem optando pela escalação de Vladimir Hernández na vaga do titular. E embora o colombiano não tenha se destacado nos últimos compromissos, Dorival indiciou a permanência do colombiano no time.

"Não está totalmente definido, mas tenho que dar sequência ao Vladimir, porque o jogador produz melhor quando tem isso. Alguns jogadores no elenco ainda não tiveram essa possibilidade", disse o treinador, que descartou a possibilidade de escalar o time com três volantes.

Assim, o Santos deverá entrar em campo neste sábado com a seguinte formação: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Copete; Renato, Thiago Maia e Vladimir Hernández; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira

Dorival fez elogios ao Corinthians e apostou que o adversário será ofensivo no Itaquerão, propondo o jogo para assegurar a vitória. Mas ele espera que o sistema defensivo santista consiga barrar o adversário.

"É uma equipe muito compacta, que sofre poucos gols. As vitórias por 1 a 0 são circunstanciais, tem jogadores de alto nível, que penetram muito bem e abastecem muito bem o seu ataque. Santos e Corinthians tem tudo para ser um grande jogo, muito disputado, com resultado apertado, como vem sendo", disse.