• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Warriors vencem Raptors no Canadá e seguem vivos na final da NBA

Esportes

Warriors vencem Raptors no Canadá e seguem vivos na final da NBA

O time de Oakland diminuiu a sua desvantagem na decisão para 3 a 2 e frustrou a torcida local do Toronto

Foto: Reprodução Instagram

O Golden State Warriors ganhou sobrevida na busca pelo tricampeonato consecutivo da NBA. Na segunda-feira (10), o time de Oakland superou o Toronto Raptors por 106 a 105 no Canadá e diminuiu a sua desvantagem na decisão para 3 a 2, frustrando a torcida local, que esperava celebrar em casa a conquista do título inédito.

Para seguir vivo na decisão, os Warriors precisaram superar o revés de perder Kevin Durant, que fazia seu retorno ao time, no começo do segundo período, com uma nova lesão. E ainda ficou sem Kevon Looney, também contundido. Além disso, chegou a estar em desvantagem de 103 a 97 antes de conseguir a virada definitiva que assegurou o seu triunfo numa partida em que liderou o placar durante quase todo o tempo.

O sexto jogo da série está marcado para quinta-feira, em Oakland. E caso os Warriors obtenham novo triunfo, o sétimo e definitivo confronto da final da NBA será no próximo domingo, mas em Toronto.

Stephen Curry liderou os Warriors, sendo o cestinha da partida com 31 pontos, além de ter somado oito rebotes e sete assistências. Já Draymond Green somou dez pontos, dez rebotes e oito assistências, enquanto Klay Thompson fez 26 pontos. Kawhi Leonard, com ótimo quarto período, fechou a noite com 26 pontos, 12 rebotes e seis assistências pelos Raptors. Kyle Lowry terminou com 18, mas errou arremesso de três no estouro do cronômetro na tentativa de dar o título ao time canadense.

O jogo

 Afastado dos nove jogos anteriores por causa de uma lesão na panturrilha, Durant voltou aos Warriors e à formação titular, ficando com a vaga que vinha sendo de DeMarcus Cousins e compondo uma escalação inicial que também contava com Curry, Thompson, Green e Andre Iguodala. Já os Raptors mantiveram sua formação habitual com Lowry, Danny Green, Leonard, Pascal Siakam e Marc Gasol.

Com o seu time ideal, os Warriors tiveram um início de jogo forte, abrindo 19 a 12, tendo convertido os cinco arremessos de três que tentaram em menos de cinco minutos. E fechou o primeiro quarto em 34 a 28, com 11 pontos de Durant, que recebeu massagem na panturrilha direita no banco no período em que foi sacado por Steve Kerr. Curry foi outro destaque, com 14 pontos. E Gasol se destacou pelos Raptors com dez pontos.

Mas o retorno de Durant chegou ao fim com apenas dois minutos do segundo quarto, quando voltou a se machucar, precisando de ajuda para deixar a quadra. Mas o baque não ameaçou a liderança dos Warriors, que chegaram a abrir vantagem de 13 pontos de vantagem durante o primeiro tempo.

Os Raptors até buscaram uma reação no fim, mas foram ao intervalo perdendo por 62 a 56, atrapalhados por seu desempenho ruim em arremessos de três, com apenas 2 de 12 convertidos. Tiveram 15 pontos de Gasol, 12 de Leonard e dez de Siakam no primeiro tempo, enquanto Curry fez 23 e Thompson anotou 12 pelo Golden State.

O terceiro quarto do jogo foi equilibrado, mas com as equipes oscilando, tanto que os Warriors tiveram uma sequência de 10 a 0 para abrir 77 a 63, mas que foi imediatamente respondida com uma sequência de 10 a 0 do time canadense, o que incluiu duas cestas de três de Fred VanVleet.

Mas foi um raro momento de êxito dos Raptors nas tentativas de longe, com o time tendo acertado 5 de 24 arremessos de três, contra 15 de 32 dos Warriors até o fim do terceiro período, que fechou em 84 a 78 para o Golden State, com 26 pontos de Curry, 20 de Thompson e 13 de Cousins. Gasol liderava o Toronto com 17, mas Leonard estava em noite ruim, com apenas 4 de 15 arremessos convertidos.

No início do quarto período, o retrospecto ajudava os Warriors, que tinham vencido 58 dos 64 jogos em que começaram o último quarto em vantagem, enquanto os Raptors só tinham ganho 9 de 32 duelos em que começaram atrás no placar. Mas aí apareceu Leonard para dar ainda mais emoção à final.

Quase o tempo todo atrás do placar, os Raptors conseguiram a virada a 5min13 do fim do quarto período com um cesta de três de Leonard, até então irregular na partida. Foi uma sequência de quatro arremessos convertidos pelo astro pelo time canadense, que abriu 103 a 97 com 3min28 para o encerramento.

O título parecia próximo de ser assegurado. Mas aí os Warriors brilharam, com três cestas de três seguidas, sendo duas de Thompson e uma de Curry para fazer 106 a 103. Lowry ainda diminuiu para 106 a 105, mas falhou na tentativa final de dar o título da NBA aos Raptors, adiando a definição do campeão da temporada 2018/2019.



Com informações do Portal R7.com