• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após recorde, Klose diz que ficha ainda não caiu

Esportes

Após recorde, Klose diz que ficha ainda não caiu

Belo Horizonte - Aos 36 anos, Miroslav Klose escreveu de vez seu nome na história do futebol nesta terça-feira. Ao marcar o segundo gol da Alemanha na goleada por 7 a 1 sobre o Brasil, ele não apenas participou decisivamente de um dos jogos mais marcantes do esporte como se isolou no posto de maior artilheiro dos Mundiais, com 16 gols.

Após a partida no Mineirão, o centroavante, atualmente na Lazio, disse que a ficha ainda não caiu. "Eu não acho que eu possa realmente mensurar ainda o que tudo isso significa. É difícil pensar sobre isso depois de bater o recorde desta forma", comentou Klose.

O atacante disputou sua primeira Copa do Mundo em 2002, marcando cinco gols para ajudar a Alemanha à chegar à final contra o Brasil. Na ocasião, viu Ronaldo, até esta terça-feira o recordista de gols, marcar duas vezes.

Em casa, na Alemanha, em 2006, Klose foi um dos artilheiros da Copa, com cinco gols, ajudando seu time a ir até a semifinal. Quatro anos depois, novamente parou na semi com a Alemanha, desta vez com quatro gols.

No Brasil, foi reserva em toda a primeira fase e também nas oitavas. Só entrou de início diante de França e Brasil. Até agora, fez dois gols - também havia marcado contra Gana. "Miro é simplesmente incrível. Ele foi capaz de quebrar o recorde contra o Brasil, na casa deles, e isso é um grande feito para ele. Estou muito, muito orgulhoso dele", comentou o técnico Joachim Löw.