• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ídolo do Flu, ex-atacante Assis morre aos 61 anos

Esportes

Ídolo do Flu, ex-atacante Assis morre aos 61 anos

Curitiba - Menos de dois meses depois da morte de Washington, o "Casal 20" do Fluminense e do Atlético-PR na década de 80 perdeu seu outro integrante. O ex-atacante Assis, grande ídolo dos dois clubes, morreu na manhã deste domingo, na cidade de Curitiba, por volta das 5h30. Segundo o time carioca, o ex-jogador foi vítima de uma insuficiência renal.

Assis tinha 61 anos e se destacou com a camisa do Fluminense e do Atlético-PR, em ambos ao lado de Washington. O sucesso da dupla foi tamanho que até hoje é impossível pensar em um sem lembrar do outro. Quis o destino que um mês e meio depois do primeiro, Washington, morrer por causa de uma doença degenerativa chamada esclerose lateral, o segundo também falecesse.

"É uma perda muito grande. Assis foi um dos maiores ídolos da história do Fluminense. Marcou uma geração. Um ídolo que tinha uma forte ligação com o clube desde sempre. Hoje é dia de reverenciá-lo por tudo que fez por nós tricolores", declarou o presidente do clube carioca, Peter Siemsen.

"Carrasco" do Flamengo, fama conquistada depois de decidir dois Campeonatos Cariocas seguidos diante do rival, em 1983 e 1984, Assis é lembrado pelos torcedores do Fluminense até hoje com o grito: "Recordar é viver, o Assis acabou com você". Além destes dois títulos, o atacante ganhou um terceiro estadual pelo clube, em 1985, e o Campeonato Brasileiro de 1984, sempre ao lado de Washington.

"É uma dor imensa. Se foi a outra metade da melhor, mais charmosa e mais famosa dupla do futebol brasileiro. O que mais posso dizer? Assis, obrigado por ter me feito muito feliz", comentou o vice-presidente de futebol do Fluminense, Mário Bittencourt.

Assis começou a carreira profissional na Francana, no interior de São Paulo. Passou por diversos clubes menores até chegar ao São Paulo, em 1980. Sem muito destaque, ainda atuou no Inter, onde também não explodiu, antes de chegar ao Atlético-PR. Lá, iniciou sua parceria com Washington e finalmente ganhou destaque. Tanto, que ambos foram contratados pelo Fluminense, onde Assis ficou até 1987. Ele ainda voltou ao Atlético-PR e rodou por outros times antes de encerrar a carreira em 1991.