• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kaká assina com Orlando City e diz 'realizar sonho'

Esportes

Kaká assina com Orlando City e diz 'realizar sonho'

Orlando - Kaká assinou nesta terça-feira um contrato para defender o Orlando City por três temporadas. O meia brasileiro de 32 anos só atuará com a camisa do time norte-americano a partir de 2015, quando o clube estreará na Major League Soccer (MLS), a Liga Norte-Americana de Futebol, e antes disso atuará por seis meses pelo São Paulo, que repatriará o atleta por empréstimo.

O São Paulo ainda não oficializou a contratação, mas o próprio Kaká confirmou o acerto para voltar a defender o time do Morumbi, no qual iniciou a sua carreira profissional antes de ser contratado pelo Milan para a sua primeira passagem pelo clube italiano, do qual está se despedindo. O Orlando City também oficializou nesta terça o empréstimo do atleta ao clube brasileiro.

Altamente festejado pela torcida em sua chegada a Orlando, Kaká vestiu a camisa 10 em sua apresentação oficial e disse estar realizando um "sonho" ao poder colaborar com o crescimento da MLS. "Já disse algumas vezes que gostaria de jogar aqui. Sabia que o momento chegaria e foi uma decisão profissional. A Liga está crescendo muito e sempre quis ajudar", ressaltou o jogador, em entrevista coletiva, na qual depois enfatizou: "O principal interesse é colaborar na evolução da MLS. Também quero ganhar títulos e fazer coisas boas no Orlando City".

Kaká também destacou nesta terça-feira que é amigo do empresário brasileiro Flávio da Silva, sócio majoritário do Orlando City, e que há dois anos teve a chance de atuar pelo New York Red Bulls, mas somente agora conseguiu acertar a sua ida para o futebol dos Estados Unidos. "Estou feliz porque pra mim é um projeto muito legal", disse o craque, ao justificar a sua escolha de atuar em um centro menos expressivo do futebol mundial.

Por regra da MLS, cada clube pode inscrever até três jogadores que têm apenas uma parcela de seus salários contabilizados para orçamento oficial do clube. Eles são chamados de "designated players". Isso permite a contratação de estrelas como Kaká, já que do Campeonato Norte-Americano existe um teto salarial para os atletas.

Outro atleta consagrado que disputará o campeonato nacional de futebol nos Estados Unidos será o espanhol David Villa, já apresentado pelo New York FC, clube de Nova York que também estreia na competição. Eles terão a companhia de adversários como Thierry Henry e Tim Cahill, do New York Red Bulls, e Clint Dempsey, destaque da seleção dos Estados Unidos que joga pelo Seattle Sounders.