• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após longa espera, Inter pega Tigres para encaminhar vaga à final da Libertadores

  • COMPARTILHE
Esportes

Após longa espera, Inter pega Tigres para encaminhar vaga à final da Libertadores

Porto Alegre - Depois de uma espera de pouco mais de 45 dias, o Internacional entrará em campo nesta quarta-feira, às 22 horas, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, para enfrentar o Tigres, do México, no jogo de ida das semifinais da Copa Libertadores. A competição teve o intervalo de um mês e meio por conta da disputa da Copa América.

Neste período, o técnico Diego Aguirre revezou os atletas no time titular nos jogos do Campeonato Brasileiro com o objetivo de ter todos à disposição no torneio continental. Deu certo. "Estou feliz com os jogadores que estão voltando. Cumprimos o planejamento junto ao DM e estão praticamente todos os jogadores disponíveis. Num jogo destes, o jogador dá tudo e vamos estar com potencial máximo", comentou o uruguaio.

O goleiro Alisson, o volante chileno Aránguiz, os meias D'Alessandro e Valdívia e os atacantes Nilmar e Lisandro López, que tiveram problemas de lesão, se recuperaram e estão confirmados para o duelo contra os mexicanos. Além deles, o treinador teve a boa notícia da volta do zagueiro Réver na última rodada do Brasileirão. E, com isso, tratou de fazer mistério e não revelou a escalação.

Uma das opções de formação do time é a entrada de Réver na zaga, com Ernando sendo deslocado para a lateral esquerda no lugar de Geferson. Apesar de ser uma mudança que foi pouco testada, Aguirre minimiza uma eventual falta de entrosamento.

"Foi impossível contar com todos os jogadores, mas acredito muito na memória do time. Somos os mesmos: os que vão jogar, já jogaram a Libertadores. Não devemos ter problema de entrosamento. Talvez coisas pequenas, mas o bom é que agora estamos novamente com todos. Tivemos a semana de trabalho, que foi muito boa, e estamos em um bom nível, com confiança no time, para pensar que é possível passar à final", disse Aguirre.

O Tigres chega com uma equipe bastante reforçada na semifinal. Os mexicanos aproveitaram a janela de transferências internacionais, investiram mais de R$ 60 milhões e trouxeram cinco jogadores: o francês André-Pierre Gignac, os mexicanos Jüergen Damm, Javier Aquino e Jairo González e o nigeriano Ikechukwu Uche, este último é o único que não veio ao Brasil, pois aprimora a forma física.

Dirigida pelo carioca Ricardo Ferretti, a equipe deve começar em campo com a presença de dois brasileiros: o zagueiro Juninho, ex-Botafogo, e Rafael Sobis, que foi bicampeão da Libertadores pelo Internacional. "Estou louco para que a partida comece o mais rápido possível. É difícil falar sobre o Inter. É outra história. O que aconteceu de bom, de mal, não tem nada a ver com este jogo. Cheguei a esse momento para isso, podendo ser tricampeão. É uma oportunidade única", comentou Sóbis.

Os mexicanos enfrentam o Internacional com um desfalque inusitado. Reserva de Gignac, o atacante Amaury Escoto dormiu demais, atrasou-se e perdeu o voo para o Brasil. Assim, o Tigres chegou para o duelo desta quarta-feira com 21 jogadores.