• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após provocação, Pato diz não pensar no ex-clube: 'Corinthians não me interessa'

  • COMPARTILHE
Esportes

Após provocação, Pato diz não pensar no ex-clube: 'Corinthians não me interessa'

São Paulo - O atacante Alexandre Pato disse nesta terça-feira que não está interessado em saber do Corinthians, clube ao qual está vinculado e tem contrato de empréstimo ao São Paulo válido até o fim do ano. O jogador reiterou que prefere focar apenas no clube do Morumbi e que não considera importante no atual momento pensar no time do Parque São Jorge.

Em entrevista coletiva no CT da Barra Funda, o jogador evitou rebater as declarações do superintendente de futebol do Corinthians, Andrés Sanchez. Em entrevista ao jornal Diário de S. Paulo, publicada no último no domingo, o dirigente afirmou que, após o fim de contrato de empréstimo de Pato com os são-paulinos, o atacante não seria reintegrado ao Corinthians, mas sim repassado ao Bragantino.

"Essas coisas de contrato, de empréstimo e até mesmo o que Andrés fala não me interessa. Minha cabeça está voltada ao São Paulo", comentou o jogador, que com 17 gols é o artilheiro do time do Morumbi na temporada. "Faltam meses ainda para isso. Minha cabeça agora está na entrevista e, depois, no jogo com o Atlético-MG (nesta quarta). Tem muita coisa para acontecer ainda", completou.

O atacante chegou ao São Paulo no ano passado em uma troca com o meia Jadson e, apesar do contrato de empréstimo termina em dezembro, Pato nega que isso seja algo que o preocupe. "Neste momento a gente está na casa do São Paulo. O Corinthians e o Andrés não seria o mais importante agora", afirmou.

Em entrevista exclusiva ao Estado na última semana, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, afirmou que o preço para contratação efetiva de Alexandre Pato é de R$ 10 milhões de euros, valor que o clube não teria como pagar. O salário do atacante também é um grande entrave para sua permanência, já que ele ganha R$ 800 mil, montante dividido igualmente com o Corinthians.