• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil leva susto no 3º set, mas bate Bélgica e segue 100% no Grand Prix

Esportes

Brasil leva susto no 3º set, mas bate Bélgica e segue 100% no Grand Prix

Catânia - A seleção brasileira feminina de vôlei levou um pequeno susto no terceiro set, mas reagiu na mesma parcial para liquidar a Bélgica por 3 a 0, com 25/14, 25/17 e 25/23, nesta sexta-feira, em Catânia, na Itália, onde se manteve com 100% de aproveitamento no Grand Prix.

Líder da competição e já garantido por antecipação na fase final, o Brasil agora acumula oito vitórias em oito jogos e contabiliza 24 pontos. A China, que horas mais cedo derrotou o Japão por 3 sets a 0, também soma oito triunfos e 24 pontos, mas tem pior saldo de sets que as brasileiras.

Neste sábado, novamente em Catânia, o time nacional irá enfrentar a anfitriã Itália, às 15h10 (horário de Brasília), para se manter invicta no Grand Prix. E o Brasil segue com campanha irretocável no torneio mesmo estando sem várias titulares que foram até o Canadá para a disputa dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, onde a seleção feminina estreou na última quinta-feira com vitória sobre Porto Rico.

Por causa do Pan, o Brasil vem sendo comandado desde a última quinta-feira - quando derrotou a Rússia por 3 a 0 - por Paulo Coco, enquanto José Roberto Guimarães está em Toronto para o Pan. E, com a classificação já definida à fase final, o auxiliar do técnico da equipe brasileira mandou a quadra um time cheio de reservas nesta sexta.

Atuando contra um rival já eliminado da disputa por uma vaga no estágio derradeiro do Grand Prix, Coco ainda promoveu nesta sexta as estreias de Ellen, Suelle e Mara na seleção adulta em um torneio internacional.

Mesmo assim, o Brasil atropelou nos dois primeiros sets e abriu 2 a 0 sem dificuldades. Na terceira parcial, porém, as brasileiras relaxaram em quadra, se desconcentraram e chegaram a ver as belgas abrirem uma inesperada vantagem de 20 a 15. Entretanto, o time nacional reagiu e empatou em 20 a 20, antes de ficarem atrás novamente em 23 a 20 e liquidarem o confronto com cinco pontos seguidos, fechando o confronto em 25/23.

Com 17 pontos, a ponteira Natália foi o principal destaque ofensivo do jogo, sendo que 46 dos 75 pontos do Brasil vieram por meio de ataques e somente sete deles ocorreram através de bloqueios. Em compensação, contabilizou quatro pontos de saque.