• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasileira fica como 1ª reserva no golfe e deixa Time Brasil com 460 atletas

Esportes

Brasileira fica como 1ª reserva no golfe e deixa Time Brasil com 460 atletas

Rio - O período de qualificação para os Jogos Olímpicos do Rio se encerrou nesta segunda-feira, com a divulgação do ranking do golfe. Na modalidade, o Brasil conquistou apenas uma vaga no masculino e outra no feminino, exatamente a cota a que tinha direito como país-sede. Assim, o Time Brasil fica com 460 atletas para o Rio-2016, número que ainda pode subir a partir de remanejamento de vagas no atletismo e no próprio golfe.

Victoria Lovelady, que ocupava a 60.ª e última vaga no ranking olímpico do golfe feminino, caiu uma posição. Assim, ela é a primeira reserva e depende de uma desistência para ir ao Rio-2016. Só que essa desistência precisa ser de uma atleta de determinados países.

Lovelady é a 458.ª do ranking mundial e mais de uma dezena de países têm mais de duas golfistas à frente dela. Por isso, se uma sul-coreana, dinamarquesa ou britânica, por exemplo, desistirem, uma compatriota entra no lugar. A brasileira é a primeira reserva de 16 golfistas e segunda reserva de outras nove. Diferente dos homens, até aqui só uma mulher anunciou que não virá ao Rio por causa do vírus da zika: a sul-africana Lee-Anne Pace.

Por enquanto, a única representante do Brasil garantida no Rio-2016 é Miriam Nagl, atleta que até dois anos atrás defendia a Alemanha - ela nasceu em Curitiba, enquanto os pais dela, alemães, trabalhavam no Paraná. Miriam está em 445.º lugar no ranking mundial e ficou com 59.ª vaga.

No masculino, o ranking divulgado nesta segunda-feira aponta Adilson da Silva com a 51.ª vaga. Mas entre os homens é grande o número de desistências, que ainda podem mexer com a lista. Ainda assim, Lucas Lee, o 564.º do mundo, não teria chances de conseguir um lugar no Rio-2016.

Lovelady era a última esperança de o Brasil ampliar sua delegação para a Olimpíada durante o período de classificação para os Jogos. Agora, o Time Brasil só vai crescer no caso de ela se dar bem com o remanejamento de vagas, ou com eventuais convites. No atletismo, podem ser convidados Duda (salto em distância), Laila Ferrer (dardo) e Vanessa Chefer (heptatlo). Já a CBLA solicitou um convite na luta livre masculina e aguarda resposta.