• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Fluminense e Flamengo afirmam que trabalham juntos por novos estádios

Esportes

Fluminense e Flamengo afirmam que trabalham juntos por novos estádios

Rio - Os presidentes de Fluminense e Flamengo publicaram nesta quarta-feira notas nos sites oficiais dos clubes em que ressaltam que ambos trabalham de forma conjunta, ao lado da Prefeitura do Rio de Janeiro e de órgãos competentes, em projetos para a construção de seus novos estádios na capital.

"É uma meta da diretoria do Fluminense construir o nosso estádio, ter a nossa casa. É uma incumbência da nossa gestão dar esse importante passo e consideramos extremamente relevante contar com a parceria do Flamengo. A aptidão das duas instituições fará a diferença e estamos convictos do sucesso do nosso planejamento, que tem como objetivo não só contribuir com a elevação de patamar dos clubes, como também agregar notavelmente ao dia a dia dos torcedores e da população carioca", destacou o mandatário do time tricolor, Pedro Abad.

Recentemente, o Fluminense exonerou o vice-presidente de projetos especiais do clube, Pedro Antonio Ribeiro da Silva, após ele ter revelado que o local escolhido para ser a nova casa do time seria o Parque Olímpico do Rio. Ao comentar o assunto, Pedro Antonio disse em entrevista que a ideia havia sido vetada por Pedro Abad para não se indispor com o rival rubro-negro.

Já o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, ressaltou a intenção de buscar uma arena própria - um dos projetos compreende a construção de um estádio no bairro da Gávea, onde fica a sede do clube - devido à dificuldade em se obter um acordo para a utilização do Maracanã, envolvido em um processo de licitação para a escolha de uma nova empresa que assumirá a administração do complexo.

"É extremamente salutar que clubes da importância de Flamengo e Fluminense trabalhem em conjunto para definir soluções de estádios que atendam aos anseios de seus torcedores e que levem em consideração o interesse público: dos moradores da cidade e dos contribuintes. Esse esforço compreende a busca por uma solução para o Maracanã - infelizmente cada vez mais distante e também a exploração de alternativas de estádios próprios para cada uma das agremiações", destacou Bandeira de Mello.

O Flamengo firmou um contrato de arrendamento por três anos - renováveis por mais três temporadas - do Estádio Luso Brasileiro, pertencente à Portuguesa carioca, na Ilha do Governador, zona norte do Rio. A administração do time rubro-negro gastou cerca de R$ 15 milhões em obras para adequar a arena - batizada de Ilha do Urubu - às suas necessidades.

Já o Fluminense tem utilizado o estádio de Edson Passos, localizado em Mesquita e pertencente ao América do Rio, como palco de várias das suas partidas nesta temporada. A estratégia é a mesma do Flamengo, de evitar as altas taxas cobradas para mandar seus jogos no Maracanã. Ambos, porém, não escondem o desejo de ter a "casa própria". E agora fazem questão de destacar que não há interferência entre os respectivos projetos.