• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Fluminense tropeça e só empata com Coritiba no Rio

Esportes

Fluminense tropeça e só empata com Coritiba no Rio

Rio - O Fluminense tropeçou neste sábado e perdeu uma ótima oportunidade de encostar no líder Cruzeiro na tabela do Campeonato Brasileiro. A equipe esteve à frente no placar durante boa parte do duelo diante do Coritiba, mas se fechou demais após marcar o primeiro gol e, já no final, foi castigado com o empate. O 1 a 1, no Maracanã, pela 14.ª rodada, ficou justo diante da passividade do time carioca e da vontade, ainda que desorganizada em alguns momentos, demonstrada pelos paranaenses.

O resultado levou o Fluminense a 26 pontos, ainda quatro atrás do Cruzeiro, que também empatou neste sábado. Na quarta-feira, a equipe volta as atenções para a Copa do Brasil, já que decide uma vaga nas oitavas de final diante do América-RN, no Maracanã. Já o Coritiba chegou a 12 pontos, mas segue na zona de rebaixamento, em 18.º. Na quarta, também entra em campo pela Copa do Brasil, contra o Paysandu, fora de casa.

Neste sábado, o Coritiba até começou melhor e pareceu que iria para cima, mas logo se retraiu na defesa. Com isso, a primeira boa chance da partida foi do Fluminense, aos cinco minutos, quando Conca deu lançamento perfeito para Rafael Sóbis, mas o atacante dominou mal, perdeu a passada e tentou bater de costas, facilitando a vida de Vanderlei.

O time carioca era dono da posse de bola, mas tinha dificuldade para furar o bloqueio do Coritiba, que ficava todo em seu campo de defesa. Aos 20 minutos, no entanto, esta barreira falhou, Carlinhos foi acionado pela esquerda, teve paciência para chegar à linha de fundo e esperar uma boa opção, que foi Conca. O argentino dominou dentro da área e encheu o pé, mas foi bloqueado por Dener.

De tanto insistir, o Fluminense finalmente marcou o primeiro aos 24 minutos. Rafael Sóbis cobrou escanteio pela direita, Elivélton chegou voando à área do Coritiba, subiu muito e testou firme no canto esquerdo de Vanderlei, que só observou. No lance, Gum acabou se lesionando e precisou dar lugar a Fabrício.

O gol inverteu o panorama da partida. Agora, o Coritiba era quem atacava, sempre buscando Alex, um oásis de criatividade no fraco meio de campo paranaense. Os visitantes pressionaram bastante, mas sem criar grandes oportunidades. Já o Fluminense se fechou e passou a tentar os contra-ataques. Aos 42, com Conca, ele quase saiu. Assim como aos 44, quando Sóbis foi lançado, mas, no mano a mano com o zagueiro, não conseguiu passar.

O cenário foi mantido no início da etapa final e o Coritiba começou com tudo. Logo aos dois minutos, Dener tentou o cruzamento, mas a bola foi direto para o gol e exigiu grande defesa de Diego Cavalieri. O Fluminense insistia nos contra-ataques, mas a falta de tranquilidade próximo à área impedia que a equipe ampliasse o placar.

Ao mesmo tempo, a pressão do Coritiba era muito mais na base da vontade do que da qualidade, já que a equipe exibia problemas para criar. Com isso, as melhores chances aconteciam em jogadas de bola parada. Aos 29, Norberto aproveitou lançamento de Alex, bateu para o meio e parou em Edson. Na cobrança de escanteio, Alex achou a cabeça de Welinton, que acertou o travessão.

Quando Alex saiu machucado aos 32 minutos, parecia que a batalha estava perdida para o Coritiba. Mas apenas quatro minutos depois, saiu o empate. Chiquinho errou na saída, Geraldo cruzou e Wagner afastou mal. Germano, então, dominou no peito e encheu o pé de fora da área, no ângulo direito de Diego Cavalieri, que até desviou, mas não impediu que a bola entrasse.

O gol empolgou o Coritiba, que foi para cima na sequência. Mas logo o Fluminense, na base da vontade, voltou a dominar, e foi aí que Vanderlei apareceu. Aos 45 minutos, defendeu cabeçada de Rafael Sóbis. No escanteio, Fabrício foi quem finalizou e novamente o goleiro espalmou para garantir o empate.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 1 CORITIBA

FLUMINENSE - Diego Cavalieri, Bruno (Edson), Gum (Fabrício), Elivélton e Carlinhos; Valencia, Jean, Cícero (Chiquinho), Wagner e Conca; Rafael Sóbis. Técnico: Cristóvão Borges.

CORITIBA - Vanderlei, Reginaldo, Leandro Almeida, Welinton e Dener; Baraka, Germano, Robinho (Keirrison) e Norberto; Dudu (Geraldo) e Alex (Julio Cesar). Técnico: Celso Roth

GOLS - Elivélton, aos 24 minutos do primeiro tempo. Germano, aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues Guerra (SP).

CARTÕES AMARELOS - Rafael Sóbis, Valencia e Jean (Fluminense); Baraka (Coritiba).

PÚBLICO - 24.768 pagantes (28.511 total).

RENDA - R$ 495.170,00.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio (RJ).