• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Apresentado no São Paulo, Wilder sonha em estrear no clássico

  • COMPARTILHE
Esportes

Apresentado no São Paulo, Wilder sonha em estrear no clássico

O atacante colombiano ai usar a camisa 13 do time do Morumbi e afirmou ter condições de atuar em até três posições diferentes: na lateral direita, na ponta direita e no ataque

Jogador assinou com o time paulista e quer estrear contra o Corinthians Foto: Divulgação

São Paulo - O novo reforço do São Paulo foi apresentado nesta segunda-feira e disse estar ansioso e pronto para estrear no clássico com o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, no próximo domingo. O atacante colombiano Wilder Guisao vai usar a camisa 13 do time do Morumbi e afirmou ter condições de atuar em até três posições diferentes: na lateral direita, na ponta direita e no ataque.

"Jogar o clássico seria uma motivação especial. Seria lindo estrear. Estou pronto para jogar bem", comentou o jogador, que pediu para ser chamado de Wilder. O colombiano de 24 anos está emprestado por um ano pelo Toluca, do México, e, como estava em pré-temporada no ex-clube, passou por um período de treinos para buscar a forma física e se ambientar ao time. O primeiro treino dele com bola foi na última sexta-feira.

Wilder chegou por indicação de Juan Carlos Osorio, com quem trabalhou no Atlético Nacional, de Medellín, e conquistou dois títulos. "É uma motivação grande voltar a trabalhar com ele. Desde pequeno, foi ele quem me formou. Depois saí para o México e agora Osorio me chamou de volta. Estou feliz por voltar a trabalhar com ele", disse o atacante, que tem condições até mesmo de ser titular no próximo domingo.

Com Alexandre Pato fora por questões contratuais e Luis Fabiano suspenso, a tendência é o colombiano ser escalado ao lado de Centurión no ataque. "Já conhecia a maioria dos jogadores por ter enfrentado em competições sul-americanas. Todos me receberam muito bem", disse Wilder, que contou ter estabelecido uma proximidade com argentino Centurión por ambos falarem espanhol. "Fisicamente já estou pronto para jogar. Depende apenas do treinador".