• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Luxemburgo reprova atuação do Cruzeiro em SC: 'Foi o pior jogo sob meu comando'

  • COMPARTILHE
Esportes

Luxemburgo reprova atuação do Cruzeiro em SC: 'Foi o pior jogo sob meu comando'

Na entrevista coletiva após a derrota, Luxemburgo foi questionado sobre a permanência do zagueiro Léo na lateral direita e da volta do volante Charles ao meio de campo

O treinador não gostou nem um pouco do que viu em Santa Catarina Foto: Estadão Conteúdo

Joinville (SC) - "Foi o pior jogo do Cruzeiro sob meu comando". Desta maneira o técnico Vanderlei Luxemburgo definiu a atuação do clube mineiro na derrota para o Joinville por 3 a 0, na noite desta quinta-feira, em Joinville (SC), pela 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador não gostou nem um pouco do que viu em Santa Catarina.

"Depois de duas atuações maravilhosas, contra Sport e Palmeiras, caímos muito o nível técnico, a pegada. Aqui, o campo é mais apertado, o Joinville sabe jogar aqui e nós não soubemos. Mérito deles e foi o pior jogo do Cruzeiro sob meu comando", ratificou Luxemburgo.

"Temos que esquecer este jogo. Foi atípico. Estamos bem treinados e tomamos três gols de bola parada. Tenho que considerar que hoje (quinta-feira) foi um jogo totalmente fora de sintonia do que estamos acostumados", completou o treinador cruzeirense.

Na entrevista coletiva após a derrota, Luxemburgo foi questionado sobre a permanência do zagueiro Léo na lateral direita e da volta do volante Charles ao meio de campo. O técnico explicou que o time inteiro foi mal, independente da posição, esses mesmos jogadores fizeram duas ótimas partidas - Charles contra o Sport e Léo diante do Palmeiras.

"Se nós falarmos dos dois últimos jogos, todo mundo falou em coisas boas, o Cruzeiro estava evoluindo. Falam da escalação, mas o pessoal esquece que o Charles jogou no Recife. Hoje (quinta-feira), o time jogou muito mal, temos que atribuir ao time que jogou muito mal e não a um ou outro jogador", finalizou Luxemburgo.