• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após sucesso de Isaquias Queiroz, Ubaitaba espera centro de treino de canoagem

  • COMPARTILHE
Esportes

Após sucesso de Isaquias Queiroz, Ubaitaba espera centro de treino de canoagem

Ubaitaba (BA) - O sucesso de Isaquias Queiroz nos Jogos Olímpicos pode ajudar a revelar mais talentos na cidade onde o atleta começou a dar as suas primeiras remadas. As três medalhas na canoagem velocidade conquistadas no Rio-2016 podem servir de combustível para que o projeto social que forma canoístas, enfim, decole com uma estrutura melhor.

Apesar de Ubaitaba, no interior da Bahia, já ser conhecida com um local que abriga muitos bons atletas da canoagem, muitas crianças apareceram na porta da Associação Cacaueira de Canoagem (ACC) para começar a praticar a modalidade. "Não queremos perder esse legado da Olimpíada", disse Dijalma Sanches, um dos fundadores desse projeto social há 31 anos e diretor técnico da ACC.

Há tanto tempo no local, ele é a prova viva das promessas que foram feitas e nunca realizadas. No pequeno espaço da associação, barcos maltratados pelo tempo se espremem entre outros materiais para a prática da canoagem. O espaço não tem água, nem luz. Alguns equipamentos da cozinha foram doados pelo Rotary e as crianças encontram lá apenas o material para a prática. Não tem lanche nem equipamentos de ponta.

"Temos uma pequena academia que parece sucata. O telhado está quebrado, a porta também, e mesmo assim continuamos fazendo esse trabalho social. E depois que o Isaquias ganhou as medalhas, no outro dia muitas crianças vieram aqui para participar", revelou.

As dificuldades são tantas que, de tempos em tempos, eles organizam rifas e distribuem um pouco para cada criança que rema no rio de Contas. "Um grupo de empresários de São Paulo entrou em contato dizendo que queria ajudar. Um pessoal de Salvador também falou com a gente. Quanto mais ajuda tivermos, melhor", avisou.

Uma promessa que pode sair do papel é o projeto de Centro de Treinamento. Ele ficaria no rio de Contas mesmo, não muito longe da associação. "Lá a raia é até melhor porque não tem tantas pedras como aqui", explicou Camila Lima, que é atleta, professora e presidente da ACC. "Espero que o sonho se concretize. Não podemos deixar passar esse momento de Olimpíada".

O CT tem tudo para sair do papel, mas passa por uma disputa política. A prefeitura é comandada pelo PMDB, que já vinha discutindo com o governo federal a criação do espaço. Já o governo da Bahia é comandado pelo PT e diz que desde que o novo ministro do Esporte, Leonardo Picciani, assumiu a pasta, as conversas esfriaram.

Os canoístas querem apenas que seja resolvido, independentemente de quem for o "pai da criança". Segundo Álvaro Gomes, secretário do Trabalho e Esporte da Bahia, o CT de canoagem será construído de qualquer maneira. "Estamos providenciando o projeto básico para começar esse processo. Evidentemente vamos reivindicar que o Ministério dos Esportes assuma boa parte disso. Mas vamos construir mesmo sem os recursos federais", garantiu.

Haverá um encontro de Isaquias Queiroz com o governador, em Salvador, para reforçar o projeto. O campeão também é esperado nesta segunda-feira, em Brasília, para outro encontro com políticos. Mas ele ainda não confirmou presença. "Estão querendo que eu vá para Brasília, mas quero estar aqui. Não gosto de me envolver com política", explicou.

AJUDA - A próxima missão da associação da Ubaitaba é garantir que seus atletas participem do Campeonato Brasileiro de Canoagem, que será realizado de 22 a 25 de setembro, em Curitiba, no Paraná. "Para podermos ir com 25 atletas e cinco membros de comissão técnica, precisamos de cerca de R$ 35 mil. Não temos esse dinheiro e seria muito importante nossa presença no campeonato", disse Dijalma. O custo se refere à inscrição, hospedagem, alimentação e transporte da delegação.