• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dorival exalta postura do Santos e festeja 'ponto que pode ser decisivo'

  • COMPARTILHE
Esportes

Dorival exalta postura do Santos e festeja 'ponto que pode ser decisivo'

Embora o melhor resultado fosse uma vitória, o técnico Dorival Junior exaltou a importância do placar que poderá fazer a diferença na contabilidade final de pontos da competição

O Santos, porém, poderá ser ultrapassado por até dois times nesta quinta-feira no complemento desta 18ª rodada do Brasileirão Foto: Reprodução

Cuiabá - Ao empatar por 0 a 0 com o Flamengo na noite desta quarta-feira, na Arena Pantanal, em Cuiabá, o Santos assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, com 33 pontos. Embora o melhor resultado fosse uma vitória, até pelo fato de que a equipe atuava como mandante, o técnico Dorival Junior exaltou a importância do placar que poderá fazer a diferença na contabilidade final de pontos da competição.

"Eu só tenho que enaltecer e agradecer a postura do time em um ponto que pode ser decisivo lá na frente. Mesmo com todas as dificuldades, o Santos não só se defendeu. Buscamos o ataque, tivemos oportunidades, assim como o Flamengo. Foi um grande jogo", ressaltou o treinador, em entrevista coletiva.

O Santos, porém, poderá ser ultrapassado por até dois times nesta quinta-feira no complemento desta 18ª rodada do Brasileirão. Terceiro colocado, com 32 pontos, o Palmeiras enfrenta a Chapecoense, às 21h30, em Chapecó, enquanto o Grêmio, quarto, com 31, recebe o Santa Cruz às 19h30, em Porto Alegre, também com chances de assumir a ponta da tabela.

Dorival, entretanto, enfatizou que o fundamental não é liderar, mas estar sempre na briga pela ponta e atuando de forma competitiva para chegar às rodadas finais com boas chances de conquistar o título nacional. "Não temos como objetivo a liderança momentânea. Não é tão importante quanto manter a postura que a equipe vem tendo", destacou, para em seguida valorizar os números da boa campanha do time santista.

"Há muitos anos o Santos não se aproximava da liderança. É um fato importante, temos a segunda defesa menos vazada, o melhor ataque e isso mesmo com todos esses problemas", completou o treinador, se referindo ao grande número de desfalques -Lucas Lima e Ricardo Oliveira estão fora por lesão, enquanto Zeca, Thiago Maia e Gabriel servem à seleção olímpica.

Sem poder contar com estes cinco jogadores, o Santos voltará a campo no domingo para enfrentar o lanterna América-MG, às 11 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela rodada final do primeiro turno do Brasileirão.