• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Bandeiras e instrumentos musicais estão de volta aos estádios de São Paulo

Esportes

Bandeiras e instrumentos musicais estão de volta aos estádios de São Paulo

São Paulo - Uma reunião na sede do 2º Batalhão de Choque da Polícia Militar oficializou nesta terça-feira a volta de bandeiras e instrumentos musicais para os estádios de São Paulo. A novidade já entra em vigor nesta quarta-feira, na partida entre Santos e Flamengo, no Pacaembu, pela 18ª rodada do Brasileirão.

A reunião contou com a presença de membros do Ministério Público, do Poder Judiciário, da Federação Paulista de Futebol e representantes das principais torcidas organizadas do Estado.

Os torcedores assinaram um termo que visa adotar medidas para impedir atos de violência e quaisquer atos que podem atrapalhar o andamento da partida, como uso de sinalizadores. O promotor de Justiça Paulo Castilho apresentou aos membros das organizadas todos os seus direitos e deveres para que as mudanças entre em vigor e eles aceitaram as alterações.

A torcida única em clássicos, continua existindo. As medidas que entram em vigor nesta quarta-feira são:

1. Se comprometer a não praticar atos de violência;

2. Respeito ao Poder Público e à Polícia Militar;

3. Não acender qualquer tipo de engenho pirotécnico;

4. Fornecer o cadastro atualizado dos seus associados e manter cadastro junto à Federação Paulista de Futebol;

5. O acesso de materiais/instrumentos musicais deverá ser precedido de solicitação com identificação de seus portadores e do representante que fará contato com o policiamento no dia da partida, mediante ofício ao comando da Polícia Militar responsável pelo policiamento, a quem ficará o critério de autorização para entrada de tais materiais;

6. O não comparecimento de representante da torcida organizada às reuniões preparatórias do evento, na sede da organização policial-militar ou de outro órgão designado para tal, implicará na proibição do acesso ao estádio de qualquer material ou instrumento musical da torcida;

7. O acesso ao estádio dos materiais autorizados para a torcida organizada deverá ser feito, impreterivelmente, no horário de abertura dos portões;

8. Nos pedidos de escoltas de caravanas de torcidas deverão constar a identificação do responsável. O descumprimento do horário agendado para a escolta policial acarretará na imediata proibição de acesso dos materiais ao estádio;

9. Qualquer comportamento inadequado da torcida organizada comunicado em relatório de serviço operacional da Polícia Militar ensejará em análise por parte do comando da unidade acerca da permissão ou não dos materiais e instrumentos musicais;

10. No dia do jogo, um representante da torcida deverá fazer contato com o comandante do policiamento ou policial por ele designado;

11. A venda de ingressos para o setor das torcidas organizadas deverá ser por meio eletrônico, com os dados qualificativos do comprador;

Caso haja descumprimento dos itens mencionados, os materiais das torcidas serão imediatamente cassados pelo MP, FPF ou pela Polícia Militar.

Assinaram o termo, as seguintes torcidas organizadas: Independente, Mancha Alviverde, Dragões da Real, TUP, Savoia, Pork's, Torcida Jovem, Força Jovem, Ju Jovem, Uniformizada Serponte, Jovem Guarani, Falange Tricolor, Almanac, Fiel Força Tricolor, Guerreiros da Tribo, Furia Independente e Rasta Alvi Verde.