• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vila Nova vence clássico, alivia pressão e tira o Goiás do G4 da Série B

  • COMPARTILHE
Esportes

Vila Nova vence clássico, alivia pressão e tira o Goiás do G4 da Série B

Depois de passar os últimos dias sob tensão, com protestos da torcida, o Vila Nova deu ótima resposta ao fazer uma bonita exibição no clássico contra o Goiás e vencer por 3 a 0, neste sábado, no estádio Serra Dourada, pela 23.ª rodada. O resultado deixou o Vila Nova com 35 pontos, em sétimo lugar, ainda com a meta de chegar ao G4, a zona de acesso, de onde o rival, agora com 36 pontos, saiu, passando a ocupar a quinta posição.

O Vila Nova contou com o apoio de seus torcedores, ainda mais por ser um clássico de torcida única. Mas ela pressionou muito o time durante a semana após o empate sem gols contra o ameaçado Sampaio Corrêa, em São Luis. O fato provocou tensão no grupo, principalmente sobre o técnico Hemerson Maria. Sem a torcida, o Goiás mostrou tranquilidade pelas últimas três vitórias e por sua presença sólida dentro do G4.

O JOGO - O clássico começou pegado e o zagueiro Wesley Matos recebeu o cartão amarelo por uma falta desleal no meio-campo. O Vila marcou mais na frente e tinha no meia Alan Mineiro a sua maior esperança de articulação. A bola sempre era endereçada a ele, para a armação das jogadas. O Goiás, precavido, ficou fechado para suportar a pressão inicial.

O Goiás não ameaçou no ataque, porém, criou a melhor chance de gol aos 42 minutos. Michael recebeu de costas, fez o giro sobre Diego Giaretta e chutou forte. O goleiro Matheus espalmou e defendeu em dois tempos. A torcida ainda se assustou no levantamento de Alex Silva, que ganhou efeito e exigiu um tapa no alto de Matheus aos 45 minutos.

Na sequência o Vila Nova teve sua grande chance e o meia Alan Mineiro não perdoou. Ele recebeu a bola na frente da área, ajeitou e chutou de pé direito. O goleiro Marcos falhou: demorou para cair e deixou a bola passar por baixo de seu corpo. Na comemoração, Alan Mineiro foi em direção a Hemerson Maria.

O Goiás teria a obrigação de sair para o jogo no segundo tempo. Mas encontrou o Vila Nova bem armado e disposto a ampliar o placar. Aos 14 minutos, Vinícius Leite exigiu grande defesa de Marcos e no lance seguinte Alan Mineiro achou Mateus Anderson livre na área. Ele fez o passe do outro lado para Alex Henrique, que só teve o trabalho de empurrar a bola para as redes.

Com postura apática, o Goiás pouco ameaçou. Teve a chance de diminuir aos 33 minutos, em um giro na pequena área de Michael, porém, para fora. O tiro de misericórdia saiu aos 38 minutos, após tabela de Alan Mineiro com Léo Itaperuna pelo lado direito. Após o cruzamento, Hélder entrou de carrinho para fazer o terceiro gol.

Ainda deu tempo de Maguinho, do Vila, receber o segundo cartão amarelo e ser expulso e do meia Alan Mineiro ser substituído por Anderson Luis, sendo ovacionado pela torcida.

Na 24.ª rodada, o Vila Nova vai enfrentar a Ponte Preta na próxima sexta-feira, às 21h30, em Campinas. O Goiás vai pegar o líder o Fortaleza, no sábado, às 19 horas, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA 3 X 0 GOIÁS

VILA NOVA - Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira; Heitor, Moacir, Mateus Anderson (Léo Itaperuna) e Alan Mineiro (Anderson Luis); Alex Henrique e Vinícius Leite (Hélder). Técnico: Hemerson Maria.

GOIÁS - Marcos; Alex Silva, Victor Ramos, David Duarte e Ernandes; Gilberto Junior, Giovanni (Maranhão) e Renato Cajá (Júnior Viçosa); Felipe Gedoz (Rafinha), Michael e Lucão. Técnico: Ney Franco.

GOLS - Alan Mineiro, aos 47 minutos do primeiro tempo. Alex Henrique, aos 15, e Hélder, aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Anderson Daronco (RS).

CARTÕES AMARELOS - Wesley Mattos e Maguinho (Vila Nova).

CARTÃO VERMELHO - Maguinho (Vila Nova).

RENDA - R$ 110.895,00.

PÚBLICO - 9.374 pagantes (10.780 total).

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).