• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após redução de pena, Petros marca e Corinthians vence

  • COMPARTILHE
Esportes

Após redução de pena, Petros marca e Corinthians vence

São Paulo - Sem vencer há três jogos, o Corinthians encerrou o jejum em boa hora, nesta quinta-feira à noite. No Itaquerão, com um gol de Petros ainda no início do primeiro tempo, venceu o Atlético Mineiro por 1 a 0, numa primeira rodada do returno do Brasileirão que contou com resultados favoráveis. Por isso, a equipe paulista agora é terceira colocada, com 36 pontos, a três do vice-líder São Paulo.

Autor do único gol do jogo no Itaquerão, Petros foi julgado mais cedo pelo STJD, por ter empurrado um árbitro, e teve a pena diminuída de 180 dias para três jogos. Como estava sob efeito suspensivo da punição em primeira instância, pôde entrar em campo à noite e decidir o jogo. Como levou o terceiro amarelo, vai ficar quatro jogos fora.

Já o Atlético, que não sofria um gol há cinco partidas, a derrota significa estacionar nos 30 pontos, em oitavo. No domingo, o time tem confronto direto com o Grêmio, em Porto Alegre. O Corinthians vai ao Rio fazer clássico contra o Flamengo.

O JOGO - Se no Corinthians o técnico Mano Menezes preferiu poupar Guerrero, que jogou com o Peru no Catar, na terça, Levir Culpi não viu problemas em escalar como titular Diego Tardelli, que atuou desde o início nos dois amistosos da seleção brasileira nos EUA.

O atacante atuava como meia, com Carlos aberto pela ponta esquerda, Luan na direita e Jô centralizado. A formação dava dinamismo ao Atlético, mais incisivo nos primeiros minutos. Tanto que, aos 8, Jô recebeu cruzamento de Emerson Conceição e mandou por cima do gol de Cássio. Dois minutos mais tarde, o centroavante arriscaria de longe e novamente assustaria o goleiro corintiano.

Do outro lado, sem Guerrero, o Corinthians apostava na garra de Romero. Na primeira que chegou para o paraguaio, saiu o gol. O atacante recebeu de Ralf nas costas da zaga e errou a assistência para Luciano. Por sorte dele, a zaga cortou mal e a bola sobrou para Petros, que vinha de trás e mandou no contrapé de Victor.

Por pouco o Corinthians não aproveitou o embalo e fez o segundo. Petros recebeu lançamento longo e dividiu com Victor. Na sobra, com gol vazio, Elias errou. Quando o Atlético teve a chance de empatar, foi Luan quem perdeu, sozinho com Cássio. O chute, de primeira, passou longe.

O equilíbrio visto no primeiro tempo, com os dois times falhando em aproveitar os espaços dados pelas zagas, repetiu-se no começo do segundo tempo. Logo no primeiro lance, Guilherme, que entrou no lugar de Carlos, tocou para Luan. O atacante bateu cruzado e Cássio pegou com a ponta dos dedos. Na resposta, Renato Augusto chutou forte e a bola passou raspando o travessão.

O ritmo que se esperava para a etapa final, porém, não se confirmou. Os dois técnicos tentaram opções como Guerrero, Malcon e André, mas a correria prevalecia. Os dois times pareciam ansiosos, com pouca disciplina tática. No finalzinho, Bruno Henrique perdeu chance na área.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 X 0 ATLÉTICO-MG

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros (Bruno Henrique) e Renato Augusto; Ángel Romero (Guerrero) e Luciano. Técnico - Mano Menezes.

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Leonardo Silva e Emerson Conceição; Claudinei, Leandro Donizete (Eduardo) e Luan; Diego Tardelli, Carlos (Guilherme) e Jô (André). Técnico - Levir Culpi.

GOL - Petros, aos 13 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).

CARTÃO AMARELO - Petros e Elias (Corinthians).

RENDA - R$ 1.335.654,50.

PÚBLICO - 24.784 pagantes.

LOCAL - Itaquerão, em São Paulo.