• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após polêmica, Austrália deixa Kyrgios fora de duelo pelas semifinais da Davis

Esportes

Após polêmica, Austrália deixa Kyrgios fora de duelo pelas semifinais da Davis

Melbourne - O capitão da Austrália, Wally Masur, optou por deixar o polêmico Nick Kyrgios fora do confronto com a Grã-Bretanha pelas semifinais da Copa Davis, sob a alegação de que o tenista precisa, nesse momento, se concentrar no seu desenvolvimento "pessoal e profissional".

A decisão acontece após Kyrgios se envolver em polêmica durante o Masters 1000 de Montreal ao insultar o suíço Stan Wawrinka durante uma partida. Em função disso, ele foi punido pela ATP. Anteriormente, porém, Masur havia garantido ter a intenção de usar Kyrgios, o segundo melhor tenista da Austrália no ranking mundial do tênis, no duelo com a Grã-Bretanha.

Ele explicou, porém, que a decisão de não chamar Kyrgios foi tomada após uma reunião com o tenista. "Depois de uma boa e saudável discussão com Nick e sua equipe chegamos a um acordo sobre um plano para ajudá-lo a desenvolver todos os aspectos do seu jogo e garantir um futuro longo e bem-sucedido no esporte. A próxima semana chegou um pouco cedo demais para ele e não está nesse plano", explicou.

Sem Kyrgios, a equipe da Austrália contará com Lleyton Hewitt, Sam Groth, Thanasi Kokkinakis e Bernard Tomic. Tomic, aliás, havia ficado fora do confronto anterior da Davis por mau comportamento, mas agora parece ter recebido o perdão de Masur.

O duelo entre Austrália e Grã-Bretanha será disputado entre os dias 18 e 20 de setembro em Glasgow, na Escócia, em uma quadra dura. Os australianos não disputam as semifinais da Davis desde 2006 e tentarão se classificar para a sua primeira decisão desde 2003.

GRÃ-BRETANHA - Já a equipe britânica será liderada por Andy Murray, que foi eliminado na noite de segunda-feira nas oitavas de final do US Open. O capitão Leon Smith chamou outros quatro jogadores para o confronto: Kyle Edmund, James Ward, Jamie Murray (irmão de Andy) e Dominic Inglot.

Edmund é a novidade da equipe em comparação ao time que superou a França por 3 a 1 nas quartas de final, em Queen's, onde Andy Murray garantiu os três pontos, vencendo dois jogos de simples e também o duelo de duplas, em parceria com seu irmão Jamie. Dessa vez, de acordo com Smith, a dupla poderá ser formada pelos irmãos Murray ou por Jamie e Inglot.

A Grã-Bretanha chegou às semifinais da Copa Davis pela primeira vez desde 1981. O vencedor vai jogar contra a Bélgica ou a Argentina na decisão.