• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em má fase, Chapecoense tenta surpreender Palmeiras em casa

  • COMPARTILHE
Esportes

Em má fase, Chapecoense tenta surpreender Palmeiras em casa

A Chapecoense fechou o treino antes de enfrentar o Palmeiras neste domingo, às 19h, na Arena Condá, em Chapecó. O técnico Guto Ferreira resolveu esconder o jogo e não deu pistas sobre a escalação que mandará a campo. A única certeza é a ausência de Wellington Paulista, artilheiro do time na temporada com 11 gols, afastado do elenco principal.

"Foi feita uma reunião e falamos sobre essa situação (Wellington Paulista). Tem um lado técnico e outros critérios que não convém falar aqui. Foi definido em colegiado e acatado", reafirmou o treinador sobre medida que surpreendeu o grupo.

Sem o atacante, Guto Ferreira ensaiou durante a semana um trio ofensivo formado por Bruno Silva, Osman e Leandro Pereira. A principal novidade foi o retorno de Roberto na lateral-esquerda, na vaga de Bruno Pacheco, presente na derrota para o Vasco, na última rodada, por 3 a 1, em São Januário.

"Roberto é um jogador experiente, jogou em clubes da Série A, e está aqui porque tem qualidade. O que ele jogou antes, ou o que aconteceu não passou por mim. Ele, Bruno e Ruschel brigam pela titularidade", despistou o comandante.

A situação da Chapecoense é delicada. Dos últimos dez jogos, venceu apenas um, números que o empurraram para a zona de rebaixamento, com apenas 21 pontos. "Temos que nos mobilizar sair dessa situação, de desconfiança. Não vejo outra maneira de reversão. Neste momento, mais do que nunca, a torcida precisa fazer o que sempre fez: carregar o time", completou Ferreira.

A diretoria segue atrás de reforços e conseguiu dois jogadores junto ao Atlético Mineiro. É o meia Marquinhos e o atacante Capixaba, que não vem sendo utilizado no América Mineiro.