• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Seleção feminina de basquete vence e encara a Argentina na final do Sul-Americano

  • COMPARTILHE
Esportes

Seleção feminina de basquete vence e encara a Argentina na final do Sul-Americano

A seleção brasileira feminina de basquete está na final do Sul-Americano, disputado na cidade de Tunja, na Colômbia. Na noite de segunda-feira, as comandadas do técnico Carlos Lima venceram as donas da casa por 67 a 58 (35 a 39 no primeiro tempo), no Coliseo Cubierto San Antonio, farão a decisão do torneio contra a Argentina, que bateu o Paraguai por 80 a 67. A partida decisiva pelo título será nesta terça-feira, a partir das 22 horas (de Brasília).

"Viemos preparados para este jogo, pois a Colômbia está atuando em casa, vem crescendo e conta com uma grande seleção. Procurei manter as jogadoras sempre confiantes na parte defensiva, pois começamos equilibrados, mas demos uma bobeira no final do primeiro tempo. A conversa no vestiário foi totalmente voltada à tranquilidade, já que terminar um período quatro pontos atrás é normal, nada desesperador. Quero parabenizar as atletas pela consciência e entendimento do jogo, visto que não entraram em desespero, pelo contrário, foram todas guerreiras e batalhadoras", comentou Carlos Lima.

"O Sul-Americano não é o mesmo de cinco anos atrás, sabemos que as equipes evoluíram e que a Colômbia conta com uma equipe forte. Mas entramos focadas e, a partir do segundo tempo, a união foi ainda maior e conseguimos sair com o resultado positivo. Agora, é focar na decisão contra as argentinas", acrescentou a pivô Nádia Colhado.

"Uma vitória do time, ou seja, do nosso grupo que voltou forte para o segundo tempo e conseguiu se recuperar, abrindo uma boa vantagem para vencer bem. Agora, nesta final diante da Argentina, será um novo jogo, tudo o que já passou ficou para trás, temos que trazer as coisas boas e fazer a nossa parte da melhor forma possível", complementou a cestinha Clarissa dos Santos, com 21 pontos, além de 13 rebotes.

Além de Clarissa, Tainá Paixão se destacou com 14 pontos e quatro rebotes. Nádia Colhado contribuiu com cinco pontos e seis rebotes.

Para chegar à semifinal do Sul-Americano e se garantir na Copa América de 2019 - que vale como pré-olímpico para os Jogos de 2020, em Tóquio (Japão) -, o Brasil fechou a fase de classificação com a primeira colocação do Grupo A, somando seis pontos: Foram vitórias sobre Venezuela (77 a 42), Paraguai (100 a 75) e Chile (99 a 66).