• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arena Castelão cobra R$ 600 mil do Fortaleza após torcida depredar cadeiras

  • COMPARTILHE
Esportes

Arena Castelão cobra R$ 600 mil do Fortaleza após torcida depredar cadeiras

Fortaleza - A Arena Castelão vai cobrar do Fortaleza R$ 600 mil pelos prejuízos causados pela torcida após o jogo contra o Brasil de Pelotas, sábado passado, quando o time cearense perdeu a chance de conseguir o sonhado acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. Em nota divulgada no início da noite desta terça-feira, a administradora da Arena Castelão, a Luarenas apresentou o laudo da vistoria técnica feita após o jogo.

A Lurenas contatou que foram danificados duas grades disciplinadoras, uma TV, três kits de lixeiras recicláveis, dois vidros (sendo um na bilheteria e um na arquibancada) e 965 cadeiras das arquibancadas superior e inferior. "Todas as despesas são de responsabilidade do clube mandante da partida, o Fortaleza", destaca a nota da Luarenas.

O Fortaleza pode ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol (STJD) pelos atos de vandalismo impostos pela sua torcida no jogo pelas quarta-de-final da Série C do Campeonato Brasileiro. O árbitro paulista Marcelo Aparecido de Souza colocou na súmula que "ao final da partida foram arremessadas inúmeras cadeiras (assentos ou encostos) pela torcida do Fortaleza no campo de jogo".

Marcelo Aparecido Souza relatou ainda na súmula que expulsou três maqueiros aos 44 minutos do segundo tempo "por baterem a maca no jogador Igor da Silva, do Brasil de Pelotas, que se encontrava deitado no chão". Destacou também que expulsou o médico do Brasil, André Guerreiro, "por empurrar um dois maqueiros".

Esta não é a primeira vez que a torcida do Fortaleza causa prejuízo ao time. Por quatro vezes seguidas nas eliminações na Série C do Campeonato Brasileiro os torcedores do Fortaleza quebraram cadeiras no estádio Presidente Vargas (2012 contra o Oeste) e na Arena Castelão (2013 contra o Sampaio Correa, 2014 contra o Macaé e 2015 contra o Brasil de Pelotas).

Nas três vezes anteriores o time arcou com o prejuízo que somados deram mais de R$ 1 milhão. A outra vez que o Fortaleza foi punido com vandalismo provocado pela torcida foi na decisão do Campeonato Cearense deste ano, quando foram quebradas 1.580 cadeiras. O Fortaleza dividiu a conta com o Ceará, pois a Luarenas constatou que a torcida do Ceará também quebrou cadeiras. O prejuízo foi de R$ 500 mil.

Valor da cobrança não procede, diz administradora

A assessoria de imprensa da Lurenas entrou em contato com a redação do Folha Vitória, na noite desta terça-feira (20), e negou o valor de R$ 600 mil que a administradora da Arena Castelão estaria cobrando do clube cearense.