• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Doriva diz que expulsão fez a diferença em jogo do São Paulo

  • COMPARTILHE
Esportes

Doriva diz que expulsão fez a diferença em jogo do São Paulo

São Paulo - O técnico Doriva apontou a expulsão do lateral-esquerdo Matheus Reis como a razão pelo empate em 2 a 2 com o Vasco, neste domingo, no Morumbi. Para o treinador, se o São Paulo estivesse com 11 jogadores durante os 90 minutos, o resultado teria grandes chances de ter sido diferente.

"Perder um jogador é sempre complicado. O Vasco se aproveitou disso, fizemos uma boa partida no primeiro tempo e demos pouca oportunidade para o Vasco. No segundo tempo, o Vasco cresceu e fica difícil marcar quando está com um jogador a menos, mas a equipe demonstrou uma reação importante. Correu muito quando estava com dez atletas e se superou. Obviamente que a gente queria vencer, mas pela circunstâncias, os atletas estão de parabéns pelo empate", analisou o treinador.

Nem mesmo o fato de ter enfrentado um adversário que iniciou a rodada na lanterna do Brasileirão foi minimizado por Doriva. "Fica evidente que quando você tem um homem a menos, o jogo se torna mais difícil. Vasco tem qualidade, não é porque estava em último no campeonato, que não tem toque de bola e valor individual. Fomos valentes, lutamos, foi um empate do esforço dos meninos que não desistiram", completou.

Apesar do resultado ruim, o dia foi especial para o técnico, que pela primeira vez entrou no Morumbi para comandar o São Paulo, onde fez história como jogador. "É bacana trabalhar no São Paulo como treinador. Quero da mesma forma que fiz história como atleta por aqui, marcar uma história vitoriosa como treinador também", projetou.

O elenco do São Paulo retorna aos treinamentos na tarde desta segunda-feira, no CT da Barra Funda. Na quarta-feira, a equipe encara o Santos, no Morumbi, no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil.