• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Maior goleadora da história das seleções, Wambach anuncia que deixará o futebol

  • COMPARTILHE
Esportes

Maior goleadora da história das seleções, Wambach anuncia que deixará o futebol

Washington - Um dos principais nomes do futebol feminino em todos os tempos está deixando o esporte. A atacante Abby Wambach anunciou nesta terça-feira sua aposentadoria durante visita da seleção norte-americana à Casa Branca para receber os cumprimentos do presidente Barack Obama pelo título da Copa do Mundo deste ano. A jogadora é simplesmente a maior artilheira da história de todas as seleções, seja entre os homens ou entre as mulheres.

"Depois de muito conversar com meus amigos, família, companheiras e comissão técnica, decidi colocar fim em minha carreira no futebol. Enquanto ainda temos trabalho a fazer pelo futebol feminino, após trazer o título da Copa do Mundo de volta para os Estados Unidos, me sinto extremamente otimista quanto ao futuro do esporte. Foi uma caminhada incrível, maravilhosa, e mal posso esperar para ver o próximo capítulo que minha vida reserva", declarou.

Wambach se tornou uma das jogadoras mais icônicas do futebol feminino nas últimas décadas, conhecida pela força física e a potente finalização, seja com o pé ou com a cabeça. Sua habilidade em campo e sua luta pelos direitos dos homossexuais - é casada com outra jogadora de futebol, Sarah Huffman, desde 2013 - fizeram inclusive com que fosse incluída na lista de 100 pessoas mais influentes do mundo da Revista Time em 2015.

"Abby é uma jogadora que transcendeu nosso esporte, e seu legado como uma das melhores jogadoras de todos os tempos será para sempre", disse a técnica da seleção norte-americana, Jill Ellis. "O que ela fez pelo futebol feminino e pelo esporte feminino no geral, com seu incrível talento e personalidade, é inspirador de se assistir."

Mas foi mesmo dentro de campo que Wambach viveu seus momentos mais gloriosos, principalmente com a camisa da seleção dos Estados Unidos. Foi tetracampeã mundial, em 2003, 2007, 2011 e 2015, além de duas vezes campeã olímpica, em 2004 e 2012. Em Atenas, há 11 anos, foi a responsável por marcar o gol na prorrogação da decisão diante do Brasil, que fez com que as comandadas de René Simões ficassem com a prata.

Desde sua estreia com a camisa da seleção, em 2001, foram 15 anos de carreira internacional, com 252 jogos disputados e incríveis 184 gols marcados. Para se ter uma ideia, Pelé é o maior artilheiro da história da seleção brasileira com "apenas" 95 gols marcados.

Wambach queria que sua brilhante carreira fosse coroada com o título da Copa do Mundo deste ano, no Canadá, e a conquista veio com a vitória sobre o Japão na final. Agora, a atacante participará de alguns jogos do tour promovido pela federação dos Estados Unidos para celebrar o troféu, e o último capítulo de sua história como profissional já tem data marcada: dia 16 de dezembro, contra a China, em New Orleans.