• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Aránguiz, Mena e Valdívia são convocados pelo Chile

  • COMPARTILHE
Esportes

Aránguiz, Mena e Valdívia são convocados pelo Chile

Santiago - Quatro meses depois de afirmar que não jogaria mais pela seleção chilena, Valdivia está de volta. O jogador do Palmeiras mudou de ideia, conforme anunciou no mês passado, e nesta quarta-feira foi convocado pelo técnico Jorge Sampaoli para defender o Chile em amistosos contra Venezuela e Uruguai. Aránguiz, do Inter, e Mena, do Santos, também foram lembrados.

Valdivia mudou de ideia com relação à afirmação que fez após a Copa do Mundo pelo fato de não ter se transferido para os Emirados Árabes - onde, segundo ele, o ritmo de treinos não é compatível com o exigido pela seleção chilena. Como permaneceu no Palmeiras, o meia aceitou continuar jogando por seu país.

A convocação vai tirar Valdivia de dois jogos do Brasileirão. Ele não joga o clássico contra o São Paulo, dia 16, no Morumbi, e não entra em campo quatro dias depois contra o Sport, na provável inauguração do Allianz Parque, novo estádio do Palmeiras. Assim, só voltaria para as últimas três rodadas da competição.

Por conta da difícil situação do Palmeiras, que ainda briga contra o rebaixamento, é provável que a diretoria peça à federação chilena a dispensa do jogador pelo menos do amistoso contra a Venezuela, dia 14. Os dois jogos do Chile, porém, acontecem em datas-Fifa. Por isso, os clubes são obrigados a liberar seus jogadores.

Brigando pelo título brasileiro, o Inter também deve pedir a dispensa de Aránguiz, um dos principais jogadores da equipe. O chileno seria desfalque contra o Goiás, em Porto Alegre, e também não poderia jogar contra o São Paulo, no Morumbi. O time tricolor, por sua vez, perdeu Alvaro Pereira para a seleção uruguaia.

A situação do lateral-esquerdo Eugênio Mena pode ser definida esta noite. Se o Santos vencer o Cruzeiro e for à final da Copa do Brasil, o chileno seria desfalque na primeira partida da decisão, prevista para 12 de novembro. Pelo Brasileirão, o time santista só cumpre tabela, contra Cruzeiro e Atlético-PR.