• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kalil não descarta sediar a final no Independência

Esportes

Kalil não descarta sediar a final no Independência

Belo Horizonte - Por mais que o Mineirão tenha uma maior capacidade para receber torcedores e que o Atlético-MG tenha mandado seus dois últimos jogos da Copa do Brasil no estádio, o presidente do clube, Alexandre Kalil, não descartou a possibilidade de levar a decisão para o Independência. Após a classificação do time alvinegro para a final do torneio contra o arquirrival Cruzeiro, o dirigente falou que o lucro é o que menos irá importar.

"A última coisa que eu vou pensar, nesta final da Copa do Brasil, é dinheiro. O palco foi lucrativo, foi interessante. Mas eu não descarto que o Independência foi, sim, a grande virada do Atlético. O Independência faz parte dessa mudança, do time que perdeu o medo, que é respeitado, que voltou para a prateleira de cima. Colocamos nossas contas em dias com os jogadores, acabaram-se os bloqueios. Dinheiro é importante, mas não é hora de pensar nisso", afirmou o mandatário em entrevista ao SporTV nesta quinta.

Além de se reunir com a diretoria, Kalil também disse que deseja ouvir os atletas e a comissão técnica antes de anunciar onde será disputada a partida. "Levar o jogo contra o Corinthians para o Mineirão foi decisão dos jogadores. Eu não vou tomar uma decisão desse tamanho monocraticamente, até pelo pouco tempo que eu tenho de gestão. Eu fui um ditador durante seis anos e não quero ditar, em 20 dias, uma decisão tão importante para a história do Atlético", explicou.

Além disso, o presidente lembrou da rivalidade histórica entre os dois times e falou que apenas o seu clube tem o direito de escolher se irá jogar no Mineirão ou no Independência. "Aqui em Minas, temos uma visão diferente de São Paulo e do Rio de Janeiro. O negócio do Atlético é ser campeão em cima do Cruzeiro, e o do Cruzeiro é ser campeão em cima do Atlético. O único clube que tem o direito de escolher onde jogar é o Atlético. O Cruzeiro tem contrato, é obrigado a jogar no Mineirão. Nós temos uma vantagem e vamos aproveitar. Mas vamos tomar essa decisão com calma."

Nesta quinta-feira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, será realizado um sorteio para definir os mandos de campo da primeira e da segunda partida da final da Copa do Brasil.