• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após vitória sobre os EUA, Micale aponta evolução da seleção olímpica

  • COMPARTILHE
Esportes

Após vitória sobre os EUA, Micale aponta evolução da seleção olímpica

Recife - O técnico Rogério Micale ficou satisfeito com o desempenho da seleção brasileira olímpica na vitória por 2 a 1 sobre os Estados Unidos, conquistada na noite desta quarta-feira, na Ilha do Retiro, no Recife, em amistoso que serviu de preparação para os Jogos de 2016, no Rio.

Embora a equipe tenha sofrido após a expulsão de Dória já aos 12 minutos do segundo tempo, o treinador destacou a evolução tática do time nacional, que anteriormente disputou outros três amistosos, sendo os dois últimos deles contra as frágeis República Dominicana e Haiti, goleadas respectivamente por 6 a 0 e 5 a 1, em Manaus. Antes disso, os brasileiros foram superados por 2 a 1 pela França, em solo europeu.

"Hoje a equipe está muito sólida, todos os setores estão desempenhando um papel consistente", analisou o comandante, que lembrou o fato de que o time teve pouco dias para treinar para o amistoso diante dos norte-americanos. "Alguns atletas fizeram apenas um treino e mostramos um bom futebol. Vejo que a equipe está evoluindo. A linha (defensiva) alta dá menos sustos do vinha dando. O goleiro consegue jogar mais adiantado e fazer parte do contexto. Vejo que a equipe tem um entendimento melhor do conceito de compactação", completou.

O fato de a Ilha do Retiro ter recebido um público inferior a 7 mil pessoas nesta quarta-feira também foi minimizado pelo técnico, que dirigiu a seleção nos três amistosos anteriores da seleção. Auxiliar de Dunga, escolhido para ser o técnico também do time olímpico após a demissão de Alexandre Gallo, ele substituirá o "titular" quando os jogos das seleções principal e olímpica tiverem jogos em datas próximas, como é o caso nesta data Fifa de novembro - o time principal enfrenta a Argentina nesta quinta-feira e pegará o Peru na próxima terça.

"Com certeza nós gostaríamos que o público fosse maior", disse Micale, para depois admitir que questões financeiras podem ter pesado para que o estádio do Sport não tivesse recebido mais torcedores. Entretanto, ele enfatizou que a torcida ao menos apoiou sempre o time ao longo do amistoso. "Foi um publico pequeno, mas entusiasmado, e saio daqui com uma ótima impressão do povo pernambucano", disse.

Após este amistoso de quarta, Brasil e Estados Unidos voltam a se enfrentar neste domingo, às 17 horas, no estádio Mangueirão, em Belém. Os norte-americanos se preparam para a repescagem das Américas contra a Colômbia, na decisão por uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio.