Autoridades decretam luto em Medellín e suspendem atos públicos após acidente

Esportes

Autoridades decretam luto em Medellín e suspendem atos públicos após acidente

Associando-se à dor das famílias, o governo do departamento decretou dois dias de luto e determinou que as bandeiras nas fachadas dos edifícios públicos sejam hasteadas a meio mastro

Redação Folha Vitória
A Chapecoense faria o primeiro jogo da final da Sul-Americana nesta quarta-feira (30) Foto: Reprodução/Instagram

Medellín - O departamento colombiano de Antioquia e sua capital, Medellín, sentem como sua a dor causada pelo acidente da noite de segunda-feira (madrugada desta terça no Brasil) no município de La Unión, situado a uma hora e meia de carro de Medellín. Há seis sobreviventes, atendidos em hospitais da região. Os corpos das vítimas foram levados para identificação a um espaço especialmente adaptado.

Associando-se à dor das famílias, o governo do departamento decretou dois dias de luto e determinou que as bandeiras nas fachadas dos edifícios públicos sejam hasteadas a meio mastro. As hasteadas no interior dos prédios levarão uma faixa negra.

Confira a cobertura completa do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense na Colômbia

Em Medellín foram suspensos os atos públicos. A prefeitura convidou a população a assistir a uma cerimônia em homenagem às vítimas nesta quarta-feira, às 6h45, no estádio Atanasio Girardot. Os participantes devem levar velas, flores e vestir-se de branco.

Dentro do luto determinado pelo governo de Antioquia, a prefeitura de Medellín também suspendeu a inauguração da iluminação pública de Natal. Em seu comunicado, a administração acentuou que "Medellín manifesta seu apoio ao povo brasileiro e ratifica seu compromisso de acompanhar os familiares dos falecidos nas fases seguintes de identificação e repatriação dos corpos".

Autoridades colombianas, entre elas o ministro dos Transportes, Eduardo Rojas Giraldo, acompanham no local do acidente os trabalhos de resgate. Rojas Giraldo informou que, para acelerar as investigações, convidou os ministros dos Transportes do Brasil e da Bolívia para uma ação conjunta.