• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kimi Raikkonen vê 'surpresa positiva' com terceiro lugar no grid do GP do Brasil

Esportes

Kimi Raikkonen vê 'surpresa positiva' com terceiro lugar no grid do GP do Brasil

São Paulo - O desempenho da Ferrari no treino classificatório para o GP do Brasil de Fórmula 1 foi surpreendentemente satisfatório, pelo menos no que diz respeito a Kimi Raikkonen. Ele conseguiu o terceiro melhor tempo na atividade deste sábado, ficando atrás apenas das duas Mercedes de Nico Rosberg, em segundo, e Lewis Hamilton, o pole.

Vindo de problemas com o calor e o carro nos treinos livres de sexta-feira, o finlandês admitiu que não tinha expectativas tão altas para o qualificatório deste sábado. "Hoje tudo pareceu um pouco mais normal do que ontem e eu estava mais feliz no carro. No final das contas foi mais fácil para todo mundo, a temperatura estava mais amena, ontem estava muito quente", afirmou.

"Para ser honesto, o meu sentimento na última volta não era tão bom, a frente do carro estava escapando nas duas primeiras curvas e eu me esforcei um pouco no meio da volta. Eu sabia que seria melhor que as tomadas anteriores, mas achei que não seria suficiente porque não era um tempo ideal. Foi boa o suficiente para ser o terceiro melhor tempo, e eu me surpreendi positivamente", admitiu.

Para o piloto campeão em 2007 com a mesma Ferrari, o desempenho no treino pode lhe dar chances de uma boa prova neste domingo. "A Mercedes esteve muito distante, mas hoje tudo correu muito bem e podemos ficar felizes com esse resultado. Há potencial no carro, estamos fazendo o que podemos. Amanhã faremos o nosso melhor, com as condições climáticas nunca se sabe o que pode acontecer, e as coisas podem mudar rapidamente", analisou.

A Ferrari conseguiu, ainda, a sexta posição com Sebastian Vettel. O piloto alemão admitiu que não foi bem como gostaria no treino classificatório, mas mostrou que, a exemplo do seu companheiro de time, acredita no potencial do seu monoposto.

"Hoje (sábado) a minha última ida à pista no Q3 não foi a ideal: eu achava que conquistar o terceiro lugar era possível, mas eu provavelmente fui muito conservador na última curva. No fim das contas, no entanto, acho que foi uma boa sessão. O carro estava se comportando bem, mas talvez no final eu tenha tirado o pé um pouco mais do que deveria", explicou, mostrando confiança no carro depois deste sábado.

"Ontem (sexta-feira) em uma única volta não estávamos necessariamente fortes, nos esforçamos um pouco, mas acho que na corrida longa estivemos bem. Então para amanhã (domingo), se o tempo estiver seco, podemos estar em uma boa forma. A Mercedes esteve muito rápida também ontem nas corridas, tentaremos ficar próximos a eles, mas acho que os nossos principais rivais serão as Red Bulls, que tiveram uma velocidade parecida com a nossa. Nas provas costumamos ser um pouco mais velozes, então espero que consigamos fazer isso amanhã", projetou.