• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dudu revela estilhaço em jogador e diz entender protesto da torcida do Palmeiras

  • COMPARTILHE
Esportes

Dudu revela estilhaço em jogador e diz entender protesto da torcida do Palmeiras

São Paulo - O atacante Dudu parece estar de bem com a torcida do Palmeiras. Além de não estar entre os alvos das organizadas durante os protestos, o jogador foi, ao lado de Felipe Melo, o atleta mais aplaudido pelos torcedores durante a divulgação da escalação dos times na partida contra o Flamengo, no último domingo, no Allianz Parque. Ele disse entender a ira dos palmeirenses e fez juras de amor ao clube e aos torcedores. Além disso, revelou que seus companheiros sofreram com o ataque feito pelas organizadas antes da partida, que terminou com vitória alviverde por 2 a 0 pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Falo por mim. Estou aqui no meu terceiro ano e estou muito feliz, sempre fui feliz aqui. Conquistei dois títulos e meu objetivo é continuar batalhando por esse clube. Desde a primeira vez que eu coloquei essa camisa, sempre procurei fazer isso. O protesto não me abala. A gente entende o emocional do torcedor, às vezes eles estão com a cabeça quente. Sei do carinho enorme que eles têm por mim e tenho por eles também. A gente fica triste no momento, mas entende", comentou o atacante.

Dudu disse que chegou a rejeitar propostas para deixar o Palmeiras, mas que não se arrepende. Em relação ao protesto feito pela torcida antes do jogo deste domingo, quando membros das organizadas foram até a porta do CT para xingar alguns atletas e diretoria, o atacante revelou que no momento em que a delegação deixou a Academia de Futebol e que os torcedores jogaram bananas, pamonhas e copos em direção ao ônibus, algo que parecia ser uma pedra atingiu um vidro que estilhaçou em cima de Keno.

"A gente ficou um pouco triste, pois estávamos saindo para trabalhar. Não sei se foi pedra, o que foi exatamente, mas quebrou o ônibus. Jogaram alguma coisa no ônibus e veio um estilhaço em um jogador, mas isso é passado. A gente sabe do amor que eles (torcedores) têm pelo clube e que querem sempre o melhor. Nós também queremos vencer sempre, mas, infelizmente, neste ano, não conseguimos conquistar o campeonato. O que nos resta é a vaga na Libertadores e lutaremos por ela", assegurou.