• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após vice e trauma com tubarão, Fanning defende manutenção de etapa na África

  • COMPARTILHE
Esportes

Após vice e trauma com tubarão, Fanning defende manutenção de etapa na África

A WSL manteve todas as etapas de 2015 para a próxima temporada. Mas está tomando medidas importantes para que não ocorra mais um ataque de tubarão aos surfistas

Mick Fanning Foto: Reprodução/Instagram

Havaí - O surfista Mick Fanning, que perdeu o título mundial de surfe para o brasileiro Mineirinho, não vê problemas na manutenção da etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul, no calendário do Circuito Mundial para o próximo ano. Em julho, ele foi atacado por um tubarão na final contra Julian Wilson, mas apesar do susto acabou saindo ileso.

"Por que não manter J-Bay? É uma ótima onda. É perigoso por causa dos tubarões e a WSL (Liga Mundial de Surfe) vai fazer um trabalho de prevenção para afastá-los. Com certeza, eu estarei lá. Tem outros lugares que também são perigosos, como Margaret River, na Austrália. Lá tem bastante tubarão, assim como Jeffreys Bay. Pipeline e Fiji também têm chance de aparecer tubarão. Esse é o nosso esporte e precisamos tomar decisões, sempre da melhor forma possível", afirma.

A WSL manteve todas as etapas de 2015 para a próxima temporada. Mas está tomando medidas importantes para que não ocorra mais um ataque de tubarão aos surfistas durante as competições. "A gente já contratou empresas e consultou órgãos de prevenção aos ataques de tubarão na Austrália e África do Sul", explica Renato Hickel, diretor da WSL.

Ele conta que está sendo preparado um plano de ação que envolve desde o incremento no número de barcos atrás da arrebentação, aumento no número de jet-skis, até a possível adoção de monitoramento com drones e com observadores nas montanhas na África do Sul, e possivelmente a utilização de outros equipamentos que inibem a aproximação de tubarões na área de competição.

"Isso tudo será apresentado futuramente em termos mais concretos do que vai ser utilizado em cada evento, mesmo porque as medidas têm de ser adequadas a cada lugar em particular. A situação de Margaret River é bem diferente da de Jeffreys Bay, e assim por diante", diz.

Hickel lembra que a preocupação com tubarão é constante, principalmente depois do que aconteceu em Jeffreys Bay, mas que ela já existia antes desse incidente. "Tanto que medidas de procedimento médico já tinham sido tomadas, e vai ter um incremento considerável em termos de medidas de prevenção para garantir a segurança dos competidores em todas as etapas que existem essa possibilidade, começando por Gold Coast, a primeira do ano."

MINEIRINHO CHEGA NA TERÇA - Campeão mundial de surfe, Adriano de Souza, o Mineirinho, desembarca terça-feira pela manhã no aeroporto de Guarulhos. Ele terá compromissos com seus patrocinadores e depois vai para sua terra natal, o Guarujá, onde vai desfilar de carro aberto. O surfista é o segundo brasileiro campeão mundial na modalidade. No ano passado, Gabriel Medina conquistou o título e sua chegada no Brasil teve muita torcida.